Secundário e universidades reabrem segunda-feira mesmo nos concelhos de maior risco

António Costa anuncia que, mesmo nos sete concelhos que vão ficar "congelados" e nos outros quatro que vão regredir nas medidas de desconfinamento, as escolas vão reabrir.

As escolas do ensino secundário e superior dos concelhos que não vão avançar ou até que vão recuar no plano de desconfinamento também vão poder abrir portas esta segunda-feira. "As medidas quanto às escolas são sempre de âmbito nacional", sublinha o primeiro-ministro, depois do Conselho de Ministros desta quinta-feira.

Há sete concelhos que continuam a estar com 120 casos por cem mil habitantes, comparando com a avaliação quinzenal anterior, "pelo que não passaram para a próxima fase de desconfinamento".

Por outro lado, há quatro concelhos que continuam acima dos 240 casos por cem mil e voltam à fase anterior, o que significa que "recuam para as regras que vigoravam na primeira fase de desconfinamento". As esplanadas, bem como museus, ginásios e similares voltam a encerrar e as lojas só podem vender ao postigo.

"Estas medidas não são castigo, são adotadas para a segurança de cada uma das pessoas", garante António Costa.

Oito concelhos (Borba, Cinfães, Figueiró dos Vinhos, Lagoa, Ribeira de Pena, Soure, Vila do Bispo e Vimioso) avançam no desconfinamento; sete (Alandroal, Albufeira, Beja, Carregal do Sal, Figueira da Foz, Marinha Grande e Penela) ficam "congelados", quatro concelhos (Moura, Odemira, Portimão e Rio Maior) regridem, enquanto 13 (Aljezur, Almeirim, Barrancos, Mêda, Miranda do Corvo, Miranda do Douro, Olhão, Paredes, Penalva do Castelo, Resende, Valongo, Vila Franca de Xira e Vila Nova de Famalicão) estão em alerta.

LEIA AQUI TUDO O QUE MUDA A PARTIR DE SEGUNDA-FEIRA

LEIA AQUI TUDO SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de