SEF identifica 15 testes à Covid-19 falsificados

A verificação foi feita no ponto de passagem autorizado em Vila Verde da Raia, em Chaves, no âmbito do controlo de fronteiras com Espanha.

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) identificou, no sábado, em Vila Verde da Raia, Chaves, 15 testes à Covid-19 falsificados. Esta identificação ocorreu no âmbito do controlo de fronteiras entre Portugal e Espanha.

Em comunicado, o SEF explica que os cidadãos "de nacionalidade portuguesa e estrangeira, com idades compreendidas entre os 19 e os 63 anos, a trabalhar em vários países europeus, foram intercetados pelos inspetores do SEF depois de terem efetuado uma manobra suspeita com a viatura onde seguiam".

"Ao apresentarem os documentos de identificação, mostraram, também, comprovativos de teste à Covid-19 com indícios grosseiros de falsificação", lê-se na mesma nota. A falsificação dos testes à Covid-19 foi posteriormente confirmada por um laboratório.

Os 15 cidadãos foram "todos constituídos arguidos e notificados para comparência no Departamento de Investigação e Ação Penal de Chaves, na próxima segunda-feira".

O SEF informa também que um dos cidadãos apresentou um documento de identificação falso e será presente para primeiro interrogatório no mesmo tribunal.

Já no início de março, o SEF tinha detetado, no aeroporto de Lisboa, testes falsos apresentados por três pessoas que tentavam viajar da Irlanda para a Áustria.

As fronteiras com Espanha estão fechadas desde 31 de janeiro devido à pandemia de Covid-19, sendo apenas permitida a circulação entre os dois países nos 18 pontos de passagem autorizados.

No dia 06 de abril, o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, afirmou que o controlo de pessoas nas fronteiras terrestres e fluviais entre Portugal e Espanha vai manter-se enquanto for "estritamente necessário", devido à pandemia da Covid-19, sem avançar datas.

A pandemia de Covid-19 provocou, pelo menos, 2.929.563 mortos no mundo, resultantes de mais de 135,3 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.916 pessoas dos 827.494 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A COVID-19.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de