Seis cavalos Sorraia em vias de extinção vão ser libertados em Cascais

Com esta iniciativa, a Câmara Municipal de Cascais pretende proteger uma espécie que está em vias de extinção. A autarquia também quer melhorar a gestão florestal.

Para celebrar o Dia Mundial da Vida Selvagem, a Câmara Municipal de Cascais vai promover a libertação de seis cavalos da espécie Sorraia esta quinta-feira.

No total, vão ser libertados cinco éguas e um macho. Em Portugal, existem cem animais desta espécie, mas são cada vez menos, já que os cavalos Sorraia estão em vias de extinção.

Em entrevista à TSF, Joana Pinto Balsemão, vereadora com o pelouro do Ambiente na Câmara Municipal de Cascais explica qual é o objetivo: "A reintrodução desta espécie selvagem na Quinta do Pisão. A Quinta do Pisão é um espaço com 380 hectares onde nós procuramos promover e restaurar a biodiversidade."

A vereadora do município do distrito de Lisboa afirma que os animais vão apoiar "na gestão dos matos" e, por isso, "contribuir para a redução do risco de incêndio".

"Por outro lado, a reintrodução de espécies como esta vem promover os serviços dos ecossistemas, porque a presença deles atrai mais insetos, mais pássaros. Promove a fertilização. Portanto, põe o ecossistema como um todo a funcionar de outra maneira", garante.

Joana Pinto Balsemão assegura ainda que os cavalos que vão ser libertados vão ter companhia na quinta: "Estes cavalos Sorraia vão juntar-se a outras espécies nativas que já foram reintroduzidas na Quinta do Pisão que estão lá com o mesmo propósito. O objetivo é que convivam todos em harmonia."

Os cavalos vão ser monitorizados por GPS, que será colocado numa coleira. O impacto na vegetação também irá ser controlado. Outro objetivo é que os cavalos se reproduzam.

"As nossas equipas definiram critérios rigorosos de seleção. Foram visitar estas quintas e depois optaram por escolher seis cavalos que não são todos dos mesmos criadores. Precisamente, porque o objetivo é a procriação, portanto o importante é que não fossem familiares, digamos assim", conclui a vereadora de Cascais.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de