Sindicato marca greve na Soflusa para 12 de junho

Os sindicatos da Transtejo e da Soflusa sentaram-se à mesa para discutir a solução encontrada pelo Governo na semana passada.

O Sindicato da Marinha Mercante, Indústrias e Energia (Sitemaq) emitiu um pré-aviso de greve da Soflusa, de duas horas por turno, para o dia 12 de junho.

"Existia uma harmonia salarial na Soflusa que foi quebrada no dia 30, privilegiando um só grupo de profissionais", frisou Alexandre Delgado em declarações à TSF, referindo-se aos mestres.

O responsável frisou o sindicato pretende "rigorosamente o mesmo para os outros trabalhadores que não foram contemplados, ou seja, os mesmos 60 euros para cada um dos trabalhadores que não foram contemplados".

Assim, se esta quantia for concedida aos restantes trabalhadores, a greve é retirada "de imediato".

FECTRANS quer continuar negociações

Os sindicatos representativos dos trabalhadores da Transtejo e da Soflusa reuniram-se, na tarde desta terça-feira, para analisar a solução encontrada pelo Governo na passada sexta-feira. Em causa estava o reconhecimento das carreiras a contratação de novos profissionais.

José Manuel Oliveira, da Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações (FECTRANS), explicou, em declarações à TSF, que as negociações entre o setor dos transportes fluviais e o Governo vão continuar, sendo que a solução não abrange todas as categorias profissionais da Soflusa e da Transtejo.

"A solução foi só para uma determinada categoria profissional, excluindo da solução que estava em discussão a generalidade dos trabalhadores. É óbvio que quem foi excluído não se sente contente e está a exigir que também sejam respondidas as reivindicações que têm colocado", começa por explicar o sindicalista.

O responsável espera que "a proposta apresentada e que abrangia todos os trabalhadores seja retomada num processo de negociação que deve ter início imediato" e que o mesmo inclua "outras reivindicações de ordem setorial, nomeadamente os marinheiros, maquinistas, trabalhadores aos sinais, comerciais".

José Manuel Oliveira adiante que já foi pedida uma reunião, para esta semana, com o Governo e com a Administração da Soflusa.

Nas últimas semanas, a Soflusa, responsável pelas ligações fluviais entre Barreiro e Lisboa, suprimiu dezenas de barcos em ambos os sentidos. Estava marcada uma greve dos mestres das embarcações para o período entre 3 e 7 de junho e o Governo travou na passada sexta-feira essa greve.

(Notícia atualizada às 20h15)

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de