Sintra vai abrir três centros de análises para dar resposta à Covid-19

O município conta com 20 pessoas infetadas. Dez pertencem a um lar em Belas.

Um lar de idosos em Sintra tem dez utentes infetados com a Covid-19. Há outras pessoas da Casa de Saúde da Idanha, em Belas, que aguardam o resultado das análises.

O presidente da Câmara Municipal de Sintra, Basílio Horta, mostra-se desagradado pelos resultados das análises chegarem com "alguns dias de atraso". Para dar resposta ao problema, a Câmara Municipal de Sintra vai abrir três centros de acolhimento e análise.

"O primeiro vai ser no novo centro de saúde do concelho, onde se vai fazer, simultaneamente, a avaliação e a análise. Os resultados vão ser conhecidos no próprio dia", revela o autarca à TSF.

Basílio Horta garante que os restantes centros vão abrir "imediatamente a seguir". No entanto, ressalva que as autoridades de saúde têm de garantir todas as condições de segurança.

O delegado de Saúde Regional de Lisboa e Vale do Tejo, Mário Durval, indica que os casos de infetados na Casa de Saúde da Idanha afetam sobretudo pessoas de risco. "Estamos confinados a um piso e a uma ala, é complicado porque temos doentes com alguma gravidade, pessoas com doenças neurológicas e psiquiátricas. São doentes crónicos e pessoas com alguma idade", explica.

Basílio Horta assegura que a situação está controlada e que o lar já foi desinfetado. Ainda assim, o autarca admite que possam surgir novos casos, quando os resultados das restantes análises forem conhecidos.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de