"Somos todos invisíveis". Manifestação histórica dos sem-abrigo

Pela primeira vez, as pessoas em situação de sem-abrigo manifestam-se em frente à Assembleia da República. Sem vergonhas, para pedir dignidade. Porque não querem continuar a ser invisíveis.

Dos 50 anos que leva de vida, António Santos passou os últimos cinco a viver na rua.

Tornou-se sem-abrigo depois de ter perdido o emprego, conta a partir da cantina solidária do Regueirão dos Anjos 69, enquanto espera pelo almoço e organiza a manifestação marcada para esta segunda-feira. Desde pedreiro, servente na construção civil, pasteleiro, "fazia de tudo". Até ter ficado sem chão e depois, sem tecto. Sem apoio da família, dorme ao relento, na baixa de Lisboa, junto ao Banco de Portugal, "em cima de um cartão ou uma manta", ao lado de um casal também em situação de sem-abrigo.

António nota que com a pandemia, "há muitas caras novas", casais que, sem rendimentos, passaram a ter a rua como única casa. Foi em conversas durante a noite que António e Jacinto decidiram organizar a primeira manifestação pela dignidade dos sem-abrigo.

Sentem-se "desprezados no dia-a-dia. As instituições, a câmara, o presidente e o governo não nos dão apoio." António lembra que Marcelo Rebelo de Sousa prometeu tirar os sem-abrigo da rua, mas "não está a fazer nada. Somos invisíveis, mas temos de sair da escuridão. Queremos ver a luz ao fundo do túnel."

António Santos pede uma casa, lembrando que existem "muitas casas abandonadas" em Lisboa. Precisam de uma morada, reclama, porque "ninguém dá trabalho a um sem-abrigo. Numa entrevista de trabalho, perguntam-nos onde mora? Respondemos: na rua. E aí já não há mais conversa. Acabou a entrevista."

Este sem-abrigo, que nunca deu a cara, assume que tem vergonha, mas salienta que ninguém pediu para chegar a este ponto. Por isso, vai mostrar-se pela primeira vez, e acredita que a concentração vai reunir cerca de 1500 pessoas em situação de sem-abrigo.

O protesto vai decorrer entre as 10h e as 18h, em frente à Assembleia da República.

LEIA AQUI TUDO SOBRE O NOVO CORONAVÍRUS

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de