Surto de Covid em lares. Cresce preocupação com "utentes e trabalhadores ainda não vacinados"

No domingo, uma idosa, que já tinha tomado uma dose da vacina e contraído a doença no início do ano, morreu na sequência de um surto da doença num lar, em Faro. O presidente da Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade receia que este caso possa repetir-se noutros lares.

O presidente da Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade (CNIS) está muito preocupado com o surto de Covid-19 num lar, em Faro, que levou à morte de uma idosa, que tinha estado infetada e que tinha sido vacinada com uma dose.

Em declarações à TSF, Lino Maia admite recear que este se caso possa repetir noutros lares.

"Queria sublinhar que o processo de vacinação está a correr bem, mas preocupam-me sobretudo aqueles utentes e trabalhadores que ainda não foram vacinados", afirma, acrescentando que, "mesmo vacinados, não há garantia de imunidade absoluta".

"Nós temos, em alguns lares, pessoas que, de facto, estiveram infetadas e por essa razão ainda não foram vacinadas", indica.

Lino Maia alertou, no início do mês, que havia 13 mil pessoas por vacinar nos lares. São utentes e funcionários que tiveram Covid-19 há menos de seis meses e que, por isso, ainda não foram vacinados.

O presidente da Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade revela que, desde que lançou o alerta, algumas pessoas já foram chamadas, embora não tenha recebido qualquer indicação da task force para as vacinas.

"Não há uma orientação, parece-me, pelo menos não me chegou, mas penso que está a haver alguma abertura para que essas pessoas, progressivamente, vão sendo vacinadas. Sobretudo trabalhadores estão a ser chamados para serem vacinados", diz.

Lino Maia refere que "não é um sossego absoluto". "Como sabemos não há uma imunidade perpétua e absoluta, mas de qualquer modo é uma proteção e portanto fico mais tranquilo se concluirmos o processo de vacinação de todos", explica.

Uma mulher de 92 anos, que tinha estado infetada com o coronavírus e que tinha sido vacinada, morreu este domingo, na sequência de um surto de Covid-19 num lar nos arredores da capital algarvia. Outras 20 pessoas, entre utentes e funcionários, estão também com Covid-19.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A COVID-19.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de