Surto em lar da Misericórdia de Murça com 58 infetados, incluindo 33 utentes

Todo o universo do lar - 33 utentes e 25 funcionários - foi testado após um caso positivo a 12 de janeiro.

O lar da Santa Casa da Misericórdia de Murça regista 33 utentes e 25 funcionários infetados com o novo coronavírus, divulgou este sábado a instituição, que explicou que "as equipas estão reduzidas e focadas nos cuidados" a prestar aos pacientes.

Em comunicado, a Santa Casa da Misericórdia de Murça (SCMM), no distrito de Vila Real, explicou que após ter sido detetado um caso positivo num funcionário e num utente em 12 de janeiro, todo o universo daquele lar foi testado na quinta-feira, registando-se um total de casos de covid-19 em 33 utentes e 25 funcionários.

"Estão a ser cumpridas todas as orientações da autoridade de saúde e a SCMM mantém um diálogo constante com familiares e autoridade de saúde, Segurança Social, Centro de Saúde de Murça, Câmara Municipal de Murça e Proteção Civil, no sentido de reunir esforços para ultrapassar a situação", realça ainda a nota.

A instituição do distrito de Vila Real apela ainda à "compreensão de todos" e refere que "de momento não é possível atender todas as tentativas de contacto, pois as equipas estão reduzidas e focadas nos cuidados a prestar aos utentes".

"Qualquer alteração do estado de saúde dos utentes será de imediato comunicada aos respetivos familiares", acrescenta o comunicado.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.009.991 mortos resultantes de mais de 93,8 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 8.709 pessoas dos 532.416 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A COVID-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de