Task Force comportamental acredita que os jovens vão aderir à vacinação

A líder do grupo de trabalho que analisa o comportamento dos portugueses face à pandemia alerta, no entanto, que se o processo começar a ser "muito moroso" ou "burocratizado" os jovens podem desmotivar-se.

A coordenadora da Task Force nomeada pelo governo para estudar o comportamento dos portugueses perante a pandemia não vê razões para receios quanto à adesão dos jovens à vacinação. Em declarações à TSF, Margarida Gaspar de Matos mostra-se confiante e faz um balanço positivo da atitude dos portugueses no modo como têm encarado a Covid-19.

Tal como no final terceira vaga da pandemia em Portugal, Margarida Gaspar de Matos continua a avaliar positivamente o comportamento dos cidadãos, apesar do cansaço acumulado, e considera ser contraproducente dizer que está tudo mal.

Para a psicóloga é preciso "validar o esforço das pessoas", caso contrário, "parece aquela corrente que havia há uns anos, o victim blaming, as pessoas eram vítimas do mau estar, vítimas das circunstâncias e ainda eram culpadas por essas mesmas circunstâncias".

A coordenadora da Task Force que está a estudar o comportamento dos portugueses perante a pandemia acredita que, quanto às vacinas, os jovens não vão faltar à chamada, uma vez que têm "mais literacia em saúde do que os pais e os avós". Margarida Gaspar de Matos considera que "os jovens vão aderir à vacinação como algo que lhes vai abrir uma porta com uma luz ao fundo do túnel".

No entanto, a psicóloga alerta que "se este processo começa a ser muito moroso, muito aborrecido, muito complexo, muito burocratizado, muito desagradável, muito pouco giro ou cool, às tantas pode haver outra coisa qualquer que [os jovens] preferem fazer e não aparecem".

Por isso, neste momento, o maior desafio da equipa liderada por Margarida Gaspar de Matos passa por motivar os jovens para o cumprimento das regras sanitárias, através de textos, poemas, vídeos ou outras sugestões. Esses materiais chegarão à Task Force por via de um concurso em que alunos do segundo ciclo ao ensino secundário podem participar. A campanha chamada "Mantém-te ao Leme", feita de jovens para jovens, será lançada entre agosto e setembro.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A COVID-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de