Task force pondera alargar vacina da Janssen a todas as faixas etárias do sexo masculino

Henrique Gouveia e Melo admite que esta vacina, agora apenas administrada a maiores de 50 anos, pode vir a ser alargada a todos os homens.

A vacina da Janssen, atualmente, está a ser apenas administrada a maiores de 50 anos, mas Henrique Gouveia e Melo, coordenador da task force admitiu, esta quarta-feira, a possibilidade de alargar esta vacina a todas as faixas etárias do sexo masculino.

"Se tudo correr bem, se as vacinas que estão previstas no plano chegarem a território nacional e com as boas notícias que vêm da DGS, no sentido de abrir [o leque de idades de vacinação com] a Janssen, pelo menos para todas as faixas etárias dentro do sexo masculino, isto permite-nos aproveitar muito mais vacinas e trazer ao plano muito mais vacinas, o que vai fazer com que o ritmo de vacinação não só se mantenha como possa ser acelerado", explicou o vice-almirante Gouveia e Melo.

Questionado pela agência Lusa, Henrique Gouveia e Melo referiu que as decisões deverão estar operacionalizadas dentro de "uma semana e meia", pelo que vão a tempo, por ainda estar a decorrer a vacinação da população acima dos 50 anos e que não é afetada por essa limitação.

De acordo com o responsável, o ritmo de vacinação "está só dependente das vacinas que chegam a Portugal", tendo neste momento capacidade de vacinar 100 mil pessoas por dias.

Caso seja necessário e com mais horas de trabalho diárias, o país poderá ter capacidade de vacinar 120 a 140 mil pessoas por dia, referiu.

"Conseguimos vacinar 100 mil portugueses com seis horas de trabalho diárias nestes centros de vacinação. Se aumentarmos para 10 horas diárias, aumentamos o ritmo", esclareceu.

Durante o Congresso Nacional da Ordem dos Médicos, Gouveia e Melo realçou que o combate à pandemia tem que ser encarado como uma guerra, notando que já houve mais óbitos provocados pela Covid-19 em Portugal do que os soldados portugueses que morreram durante os 13 anos de Guerra Colonial.

Na sua intervenção, o coordenador da task force chamou ainda a atenção para o egoísmo, realçando a necessidade de os países ricos apoiarem a vacinação dos países mais pobres.

"Se os países ricos não vacinarem e não ajudarem os países pobres, o efeito 'boomerang' pode voltar a atingir os países ricos. Temos que fazer isso o mais rapidamente possível", defendeu.

Esta possibilidade surge no mesmo dia em que a task force anunciou que as pessoas com mais de 20 anos vão começar a ser vacinadas em agosto.

"Vamos acabar a vacinação das pessoas acima de 30 anos entre fim de julho e início de agosto e nessa altura vão começar a vacinar-se as pessoas com 20 anos", disse o coordenador da task force aos jornalistas à margem do evento eHealth Summit.

A pandemia de Covid-19 provocou, pelo menos, 3 681 985 mortos no mundo, resultantes de mais de 171 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de