Taxa de abandono escolar de 5,9% em 2021 marca "mínimo histórico". Veja o gráfico da evolução

Governo assinala que em seis anos este valor foi reduzido para "menos de metade": em 2016 era de 14%.

Portugal registou no ano de 2021 uma taxa de abandono escolar de 5,9%, valor que foi revelado pelo Instituto Nacional de Estatística e que o Governo português assinala como um "mínimo histórico".

Os dados revelados no final do último ano apontam para uma redução desta taxa para "menos de metade" no período dos últimos seis anos: em 2016, o valor era de 14%, tendo vindo a baixar nos anos seguintes, segundo os dados disponibilizados pela Pordata.

Em 2020, o valor desta taxa foi de para 8,9%, tendo ficado "abaixo do objetivo traçado para esse ano" pelo executivo e, pela primeira vez, abaixo da média europeia, que foi de 9,9% na faixa etária dos 18 aos 24 anos, segundo o Eurostat.

A taxa de abandono escolar "tem sido considerada o principal indicador do desempenho dos sistemas educativos, a nível europeu, uma vez que permite identificar a percentagem de jovens que não concluiu o ensino secundário, nem se encontra a frequentar qualquer modalidade de educação e formação", explica o Ministério da Educação num comunicado emitido esta quarta-feira.

A tutela dá os parabéns à comunidade educativa pelo "progresso histórico", destacando o "esforço em garantir a escolaridade a todas as crianças e jovens, tornando a escola mais flexível, mais integradora e mais inclusiva".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de