Táxis e Uber só podem levar dois passageiros

Taxistas compreendem a nova limitação extra e acreditam que não vai agravar a quebra de clientes que já chega aos 80%.

Os táxis e os TVDE (Transportes em Veículos Descaracterizados) têm a partir de agora limites mais reduzidos no número de passageiros que podem transportar durante o estado de emergência.

Um despacho agora publicado pelo ministro que tutela o setor mantém a proibição de qualquer passageiro se sentar no banco da frente dos carros, que já existia no primeiro período do estado de emergência, mas alarga as limitações aos bancos de trás, onde a respetiva ocupação máxima deixa de poder ultrapassar os dois terços dos bancos disponíveis.

Ou seja, num carro normal de três lugares atrás o táxi ou TVDE só poderá transportar, no máximo, duas pessoas em vez das habituais quatro (três atrás e uma à frente).

O presidente da Federação Portuguesa do Táxi, Carlos Ramos, adianta à TSF que não podem estar em desacordo com a medida, que protege não apenas a saúde dos passageiros mas também dos motoristas.

Em geral, mais esta limitação não vai agravar uma situação que já é "crítica", segunda a federação, no setor do táxi, com quebras a rondar, a nível nacional, os 80% na procura pelos clientes.

LEIA TUDO SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de