Temporal na Madeira. Aviões desviados, rotas de navios canceladas e estradas cortadas

Pelo menos quatro aviões divergiram para outros aeroportos devido ao vento no Aeroporto da Madeira. O arquipélago já registou rajadas de 135 km/hora, esta segunda-feira.

O arquipélago da Madeira está, até ao final do dia, sob avisos meteorológicos amarelo e laranja para vento e agitação marítima. Três aviões da EasyJet provenientes de Basel (Suíça), de Bristol e Gatwick (Inglaterra) divergiram para a ilha de Tenerife e para o Porto, enquanto uma aeronave da TAP vinda de Lisboa regressou à origem, adiantou fonte aeroportuária.

De acordo com o diretor do Observatório do Instituto Português do Mar e da Atmosfera, Víctor Prior, a rajada mais forte registada até ao momento foi de 135 quilómetros/hora, no Pico do Areeiro, seguida de outra de 118 quilómetros/hora na Ponta de São Lourenço 118 e de uma de 104 quilómetros/hora na Ponta do Pargo.

Desde domingo, as mais intensas precipitações foram registadas no Pico do Areeiro (90,2 milímetros por metro quadrado), em Santana 37,3 (milímetros/metro quadrado) e Porto Santo (31,5 milímetros/metro quadrado).

"Acima dos 1.500 metros a chuva tem caído sob a forma de neve e a temperatura mais baixa verificada foi de -2,1 graus, no Pico do Areeiro", revelou.

O Instituto de Florestas e Conservação da Natureza desaconselha a realização de caminhadas nas serras.

A Direção Regional de Estradas informou, em comunicado, que estão encerradas as estradas regionais 105 ,entre a Encumeada e o Paúl da Serra (Lombo do Mouro); 202, entre o Poiso e o Pico do Areeiro, e 218, entre o Pico das Pedras e Achada do Teixeira.

Também a ligação marítima entre as ilhas da Madeira e de Porto Santo pelo navio "Lobo Marinho" programada para esta segunda-feira foi cancelada devido às más condições meteorológicas no arquipélago, anunciou o armador.

A Porto Santo Line (PSL), na sua página da Internet, anuncia que as viagens de segunda-feira, com partida prevista do Funchal às 8h00 e regresso do Porto Santo às 1h:00, foram "canceladas devido às más condições meteorológicas que põem em causa a segurança do navio e dos passageiros".

A PSL acrescenta que as passagens marcadas para segunda-feira "serão, automaticamente, alteradas para as viagens de terça-feira".

O Serviço Regional de Proteção Civil da Madeira também emitiu um documento com uma série de recomendações à população face às previsões de condições de vento forte e agitação marítima, com ondas até 12 metros na costa norte.

A Proteção Civil refere que "os aguaceiros poderão ser pontualmente fortes em especial nas regiões montanhosas" e que o vento pode atingir os 120 quilómetros/hora e os 90 quilómetros/hora nas regiões costeiras.

As ondas poderão chegar a máximos de 10 a 12 metros, esta segunda-feira, na costa norte e a cinco metros nas zona oeste e sudoeste da Madeira.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de