Terceiras doses arrancam na próxima semana, taxa mínima de IRC de 15% para multinacionais e outros destaques TSF

Acordo assinado na sede da OCDE reúne 136 países que representam mais de 90% do PIB mundial.

A administração das terceiras doses da vacina contra a Covid-19 arrancam na próxima semana, explicou esta sexta-feira a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas. Os doentes com mais de 80 anos e os residentes em lares têm prioridade.

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) anunciou que 136 países acordaram a implementação de uma taxa mínima de 15% de IRC para empresas multinacionais a partir de 2023.

O Presidente da República pede aos portugueses que sejam mais atentos e vigilantes no combate à corrupção. "Temos de criar mecanismos preventivos, e a prevenção e o controlo de várias entidades exigem exemplar coordenação", alertou. Para Marcelo, o Plano de Recuperação e Resiliência e a gestão dos fundos europeus será um "bom barómetro".

A Central Termoelétrica da Tapada do Outeiro, em Gondomar, correu esta sexta-feira perigo de incêndio devido a uma fuga de óleo. Em declarações à TSF, o autarca Marco Martins explicou que foram tomadas todas as ações necessárias para impedir que os resíduos chegassem ao rio Douro, que fica próximo da central.

A Federação Europeia dos Trabalhadores dos Transportes deixa um alerta para as "más condições" em que operam os motoristas internacionais na União Europeia e a secretária-geral da plataforma considera que a Europa continental não está livre de um cenário idêntico ao que se vive atualmente no Reino Unido, de escassez de abastecimento nos supermercados e postos de combustível.

O Ministério Público arquivou a queixa contra o deputado Ascenso Simões, que apelidou de "mamarracho" o Padrão dos Descobrimentos e afirmou que "devia ter havido sangue, devia ter havido mortos" na Revolução do 25 de Abril, criticando, em paralelo, o passado do ex-militar Marcelino da Mata.

O Sindicato de Técnicos de Manutenção de Aeronaves diz que a TAP propôs pagar horas extraordinárias a dobrar aos técnicos de manutenção de aeronaves, ao mesmo tempo que faz despedimentos, o que considera uma violação do acordo de emergência.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de