Todos os comboios urbanos do Porto e Coimbra suprimidos até às 08h00

A greve dos revisores das Infraestruturas de Portugal provocou uma paralisação total dos comboios urbanos das linhas do Porto, Braga, Aveiro, Guimarães e Marco de Canaveses, bem como serviços de longo curso (Alfa e Intercidades).

Todos os comboios urbanos do Porto e Coimbra foram suprimidos entre a meia-noite e as 08h00 desta quinta-feira, de acordo com a informação disponibilizada no 'site' das Infraestruturas de Portugal (IP), devido à greve dos revisores.

De acordo com o 'site' do gestor da infraestrutura ferroviária, todos os comboios urbanos das linhas do Porto, Braga, Aveiro, Guimarães e Marco de Canaveses foram suprimidos, bem como serviços de longo curso (Alfa e Intercidades).

Quanto ao serviço urbano em Coimbra, também foram suprimidos todos os comboios, incluindo circulações do serviço regional e interregional.

Em números adiantados à agência Lusa, fonte oficial da CP disse que a greve desta quinta-feira suprimiu 38% dos comboios a nível nacional.

De acordo com a mesma fonte, dos 252 comboios previstos, foram realizados 155 entre a meia-noite e as 08h00, adiantando que os impactos da paralisação se fazem sentir nos serviços urbanos de Porto e Coimbra e nos serviços de longo curso com partida a norte de Pombal.

A operadora tinha estimado, na quarta-feira, que os comboios urbanos do Porto, Coimbra e o Celta não se realizariam hoje, véspera de São João, devido a greve.

Nos serviços Internacional Celta, Urbanos do Porto e Urbanos de Coimbra não se prevê a realização de comboios no dia 23 de junho", esta quinta-feira, véspera de São João, pode ler-se no comunicado da CP divulgado na quarta-feira.

Segundo a empresa ferroviária, "para o período entre as 00h00 do dia 23 e as 07h00 do dia 24 de junho, podem ocorrer perturbações muito significativas no dia 23 de junho, com forte impacto nos dias anterior e seguinte, em todos os serviços com origem e/ou destino no Norte de Portugal, Coimbra e Linha do Oeste".

A greve desta quinta-feira foi convocada pelo Sindicato Ferroviário da Revisão Comercial Itinerante (SFRCI) para a região a norte de Pombal.

Esta paralisação junta-se à prevista para sexta-feira, que também irá condicionar a circulação nos urbanos do Porto, apesar de estarem previstos serviços mínimos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de