Torre Bela tem autorização para montarias, mas ICNF investiga "massacre"

Mais de quinhentos veados e javalis terão morrido numa única caçada no último fim de semana.

O Instituto de Conservação da Natureza e Florestas (ICNF) garante que a zona de caça turística da Quinta da Torre Bela, na Azambuja tem um Plano de Ordenamento e Exploração Cinegético que "prevê a exploração do veado e do javali pelos métodos previstos na lei", incluindo através das chamadas montarias.

A reacção surge depois de notícias e críticas nas redes sociais e de partidos políticos a uma montaria onde terão morrido, no fim de semana, mais de quinhentos veados e javalis.

O ICNF não descarta estes números, mas adianta que, tendo em conta "os números de animais abatidos divulgados pela comunicação social, já deu início a um processo de averiguações junto da Entidade Gestora da zona de caça turística no sentido de apurar os factos ocorridos e eventuais ilícitos nos termos da legislação em vigor".

Entre os críticos aos mais de quinhentos animais mortos a tiro naquela que é a maior quinta murada do país contam-se o PS do município e o PAN.

Para o Partido Socialista da Azambuja aquilo que aconteceu "não foi caçar, foi massacrar aqueles animais que não tinham para onde fugir, pois o abate da floresta tem sido permanente e os animais estavam confinados aos muros da propriedade".

O Partido Pessoas-Animais-Natureza defende que "matar por regozijo e desporto é simplesmente desumano e representa um grave retrocesso civilizacional", pedindo "uma regulamentação apertada para o setor da caça decorrente dos visíveis impactos negativos para a biodiversidade".

O PAN recorda que a zona onde aconteceu esta caçada tem "prevista a instalação de uma central fotovoltaica com 775 hectares e cujo Estudo de Impacte Ambiental (EIA), encontrando-se ainda em fase de consulta pública até 20 de janeiro de 2021".

O partido já pediu hoje mesmo uma audição ao Ministro do Ambiente, com caráter de urgência, para esclarecer aquilo que se passou herdade da Torrebela.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de