Trabalhadores em conflito com o Sindicato do Bancários pedem mediação do Governo

O processo que prevê a criação de convenções iguais para todos os trabalhadores foi interrompido há seis anos. A Comissão de Trabalhadores do Sindicato dos Bancários e dos Serviços de Assistência Médico-Social do Sul pede a mediação da ministra do Trabalho.

A Comissão de Trabalhadores do Sindicato dos Bancários e dos Serviços de Assistência Médico-Social do Sul e Ilhas quer que as negociações de revisão do acordo de empresa sejam mediadas pelo Ministério do Trabalho.

O processo que prevê a criação de convenções iguais para todos os trabalhadores foi interrompido há seis anos.

Rui Marroni, da Comissão de Trabalhadores, acusa a direção do Sindicato dos Bancários de ter suspendido as negociações de forma unilateral e pede a intervenção do Governo: "Aquilo que nós pretendemos dizer à senhora ministra é que pretendemos que seja mediadora neste processo no sentido de aproximar e permitir que as negociações continuem e que chegue a um acordo para manter em vigor as convenções ou uma convenção que abranja todos os trabalhadores."

O pedido é feito esta manhã, numa exposição que a Comissão de Trabalhadores do Sindicato dos Bancários e dos Serviços de Assistência Médico-Social do Sul e Ilhas vão entregar no Ministério do Trabalho.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de