Três sismos sentidos nas últimas horas em São Jorge

Desde a crise sismovulcânica, que se iniciou há quase duas semanas, o CIVISA identificou "cerca de 221 sismos sentidos pela população".

O Centro de Informação e Vigilância Sismovulcânica dos Açores (CIVISA) registou, nas últimas horas, "três sismos sentidos" pela população em São Jorge, ilha onde a atividade sísmica "continua acima do normal", foi anunciado esta quinta-feira.

Num comunicado publicado no seu site na Internet, para um ponto da situação às 10h00 locais (11h00 em Lisboa), o CIVISA informa que, desde as 22h00 de quarta-feira até às 10h00 desta quinta-feira, "foram sentidos três sismos".

"O sismo mais energético" desde o início da crise sísmica continua a ser o de terça-feira, às 21h56 locais (22h56 em Lisboa), com magnitude de 3,8 na escala de Richter, lê-se no comunicado.

Desde a crise sismovulcânica, que se iniciou há quase duas semanas, o CIVISA identificou "cerca de 221 sismos sentidos pela população".

O CIVISA refere que "continua a acompanhar o evoluir da situação", informando que atividade sísmica que se tem vindo a registar desde a tarde de 19 de março "na parte central da ilha de São Jorge", num "setor compreendido entre Velas e Fajã do Ouvidor, continua acima do normal".

De acordo com a escala de Richter, os sismos são classificados segundo a sua magnitude como micro (menos de 2,0), muito pequenos (2,0-2,9), pequenos (3,0-3,9), ligeiros (4,0-4,9), moderados (5,0-5,9), forte (6,0-6,9), grandes (7,0-7,9), importantes (8,0-8,9), excecionais (9,0-9,9) e extremos (quando superior a 10).

A ilha está com o nível de alerta vulcânico V4 (ameaça de erupção) de um total de sete, em que V0 significa "estado de repouso" e V6 "erupção em curso".

Segundo os dados provisórios dos Censos 2021, a ilha de São Jorge tem 8.373 habitantes, dos quais 4.936 no concelho das Velas e 3.437 no concelho da Calheta.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de