Há 14 vítimas de intoxicação numa central fruteira em obras no Bombarral

Dos 14 feridos, 12 foram transportados para a urgência de Caldas da Rainha do Centro Hospitalar do Oeste.

A inalação de produtos tóxicos libertados da cobertura de uma central fruteira no Bombarral provocou 14 vítimas ligeiras, mais uma do que no anterior balanço, disse à fonte dos bombeiros locais.

O segundo comandante dos bombeiros do Bombarral, Vasco Antunes, disse que, no âmbito de obras que estavam a decorrer no armazém, "cortaram o telhado, o que veio a libertar produtos tóxicos, que estão por identificar".

Devido ao fumo gerado, os trabalhadores da central fruteira, localizada no Sanguinhal, distrito de Leiria, tiveram de sair do interior do armazém e 14 deles sofreram intoxicações, sendo considerados feridos ligeiros.

A presidente do conselho de administração do Centro Hospitalar do Oeste., Elsa Banza, confirmou que deram entrada nas urgências trabalhadores com "intoxicações muito leves", pelo que todos deverão ter alta.

No local, estiveram 30 operacionais e 11 veículos, dos quais a Viatura Médica de Emergência e Reanimação de Caldas da Rainha e 10 ambulâncias das corporações do Bombarral, Cadaval e Óbidos.

A Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) deverá deslocar-se ao local na segunda-feira para investigar as causas do acidente de trabalho.

Notícia atualizada às 15h30

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de