Valor das indemnizações para afetados pela barragem de Daivões vai aumentar

Renegociação do acordo aconteceu numa reunião esta segunda-feira de manhã, no Porto.

Dia 6 de janeiro já não deve haver ninguém nas casas que vão ser afetadas pela construção da barragem de Daivões. É essa a previsão da Iberdrola. A empresa arrendou casas para as pessoas que ainda não estavam realojadas e aceitou aumentar o valor das indemnizações.

A renegociação do acordo aconteceu numa reunião esta segunda-feira de manhã, no Porto. O encontro juntou autarcas, representantes da empresa, da Agência Portuguesa do Ambiente e da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte.

No final, João Noronha, presidente da Câmara de Ribeira de Pena, revelou que em causa está um milhão e oitocentos mil euros. Dinheiro que vai ter como destino as famílias das 59 casas que vão desaparecer por causa da nova barragem.

"Essas pessoas irão todas receber, para além daquilo que já tinham acertado. Algumas pessoas estavam à espera dessas mesmas indemnizações para poderem pagar os compromissos que entretanto foram assumidos", explicou à TSF João Noronha.

O presidente da Câmara de Ribeira de Pena destacou também mais uma vitória: as indemnizações vão estender-se às famílias afetadas por causa da construção de um túnel, algo que antes não estava previsto.

"Também estamos aqui a incluir as pessoas que foram afetadas pela construção do túnel, que não estavam inicialmente previstas. Portanto, para além daquelas que ficam submersas, também aquelas que foram demolidas para a construção do túnel estão agora incluídas", afirmou o presidente da Câmara de Ribeira de Pena.

Glória Gonçalves, uma habitante da aldeia, ainda não sabia das últimas novidades.

"Estou morta para estar com o senhor presidente da câmara para lhe dizer para ele não demorar muito e começar a andar com isto, para começar a fazer a minha casa. Quando souber que a minha casa está a ser construída neste terreno será o dia de mais alegria que irei ter", acrescentou Glória Gonçalves.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de