Vasco Estrela responde a Cabrita. "É indigno o ataque do ministro ao presidente da Câmara de Mação"

Vasco Estrela responde às críticas do ministro Eduardo Cabrita, que acusou o autarca de ter tido um comportamento de "comentador televisivo", durante os incêndios que atingiram o concelho de Mação.

"Total surpresa." É desta forma que Vasco Estrela responde às críticas do ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita.

"Nunca pensei que o ministro vivesse tão mal com opiniões divergentes E que quando confrontado com críticas claras e objetivas e factuais reagisse dessa maneira. Lamento que tenha estado comigo às 15 horas e não tenha tido a coragem de dizer olhos nos olhos aquilo que foi dizer para a televisão. É com muita surpresa que vejo estas declarações", sublinha o autarca.

"Acusa-me de não ativar o Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil que o Governo aprovou hoje de manhã. São estas coincidências que acontecem e que realmente são de lamentar. É pena que o ministro não diga o que é que o Plano de Emergência que é que alterava o rumo dos acontecimentos. Isso é que era bom que o senhor ministro explicasse", acrescentou.

Vasco Estrela referiu deu ainda conta da falta de meios no terreno. "O ministro devia justificar perante os maçaenses e perante os portugueses como é que possível ter aldeias inteiras sem um único bombeiro lá para as defender. Isso sim, é responsabilidade do ministro", frisou.

Se o ministro tivesse coragem devia vir dizer o que disse olhos nos olhos à população deste concelho", disse.

O presidente da Câmara de Mação mostra-se surpreendido com as declarações de Eduardo Cabrita. Numa entrevista à RTP, o ministro da Administração Interna criticou a atitude de Vasco Estrela.

"O presidente da Câmara de Mação, vejo com desgosto que aquilo que pensava ser uma perturbação motivada pela tensão da ocorrência que estava a passar-se no seu concelho, optou por não promover a ativação do plano municipal de emergência, não dar qualquer cooperação ao esforço de Proteção Civil e ser verdadeiramente um comentador televisivo, por que seguir a cada briefing, aparecia nas televisões a fazer comentários", critica o ministro.

Numa resposta a estas críticas, Vasco Estrela revela foi com "total surpresa" que ouviu as palavras do ministro.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados