Visitas a lares e hospitais só com teste PCR ou antigénio com relatório laboratorial

Autotestes não são válidos para estes casos.

Marta Temido esclareceu esta sexta-feira que para se visitar lares e hospitais vai ser necessário fazer um teste PCR ou antigénio com relatório laboratorial. Os autotestes não serão válidos nestes casos.

"É um teste mais caseiro, de utilização individual e simples. Deteta como a pessoa está naquele momento, é uma informação", explicou Marta Temido aos jornalistas em Coimbra.

Os testes PCR são reconhecidos durante 72 horas e os testes rápidos de antigénio por 48 horas, mas os autotestes não têm uma marca de temporalidade. São para o momento em que são feitos.

O acesso a lares, estabelecimentos de saúde e grandes eventos culturais ou desportivos passa a exigir a apresentação de teste de deteção do vírus SARS-CoV-2 com resultado negativo, mesmo para pessoas vacinadas contra a Covid-19, anunciou na quinta-feira o primeiro-ministro.

Em conferência de imprensa após a reunião do Conselho de Ministros, que aprovou medidas para conter a pandemia, António Costa assumiu a necessidade de "incrementar as situações em que o recurso a testes é obrigatório e condição para acesso a certos locais ou certas atividades", face ao agravamento da situação epidemiológica no país, enumerando as estruturas abrangidas por este requisito.

António Costa salientou também a obrigação de apresentação de teste com resultado negativo nas "visitas aos doentes que estão internados em qualquer estabelecimento de saúde", bem como para "todos os grandes eventos, qualquer que seja a sua natureza, cultural ou desportiva, que se verifiquem em lugares improvisados, sem lugares marcados e em todos os recintos desportivos, cobertos ou ao ar livre".

LEIA AQUI TUDO SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de