A espantosa realidade das coisas

“A espantosa realidade das coisas é a minha descoberta de todos os dias”
No magazine semanal de Fernando Alves, o sociólogo Paulo Pedroso observa a superfície e o fundo dos grandes temas da sociedade global. A investigadora Rita Figueiras promove a literacia da comunicação política. E a repórter Teresa Dias Mendes regista sinais fortes dos dias que passam.
Aos domingos, depois das 13h00

O Portugal do passado à mesa dos cravos

Faz hoje oito dias, a avenida da Liberdade era um mar de cravos, os noticiários começavam a sublinhar a quase unanimidade das reacções ao discurso do Presidente da República, na cerimónia solene do 25 de Abril na Assembleia da República. O discurso de Marcelo Rebelo de Sousa foi uma magnífica peça de oratória em defesa da memória histórica. Elogiado à esquerda e à direita, Marcelo chamou para a mesa dos cravos o Portugal do passado, lembrando que os militares que fizeram a guerra colonial foram os mesmos que fizeram o 25 de Abril.

O magazine dos domingos começa com uma pergunta dirigida aos comentadores-residentes , o sociólogo e professor do ISCTE Paulo Pedroso e a professora de Ciências da Comunicação e Comunicação Política da Universidade Católica de Lisboa, Rita Figueiras : o que é que torna diferente este discurso ao qual ninguém ficou indiferente?

À hora a que Marcelo discursava na Assembleia da República, o actor e encenador Joâo Lourenço dirigia-se aos espectadores que enchiam a sala do Teatro Aberto. As palavras de João Lourenço, registadas pela repórter Teresa Dias Mendes, rompiam no palco vários confinamentos, passando o testemunho a gente mais nova que há-de cuidar de próximas produções do grupo. No palco, estavam quatro grandes actrizes: Catarina Avelar, Lídia Franco, Márcia Breia e Maria Emília Correia.

Os comentadores residentes do magazine dos domingos abordaram ainda aquilo que, numa entrevista ao "Público", a jornalista brasileira Patrícia Campos Mello, considera a "erosão acelerada da liberdade de imprensa" no Brasil. Esta jornalista tem sido alvo de continuados ataques nas redes sociais, devido a um trabalho de investigação sobre a campanha eleitoral de Bolsonaro. Nesse trabalho, ela expôs a série de notícias falsas lançadas contra os adversários do actual presidente, durante a campanha de 2018.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de