A espantosa realidade das coisas

“A espantosa realidade das coisas é a minha descoberta de todos os dias”
No magazine semanal de Fernando Alves, o sociólogo Paulo Pedroso observa a superfície e o fundo dos grandes temas da sociedade global. A investigadora Rita Figueiras promove a literacia da comunicação política. E a repórter Teresa Dias Mendes regista sinais fortes dos dias que passam.
Aos domingos, depois das 13h00

Uma pergunta na CNN: "O que é o Facebook sem notícias?"

Nesta edição da Espantosa Realidade das Coisas, os comentadores residentes Paulo Pedroso e Rita Figueiras comentam o anúncio de que o Facebook dispõe de ferramentas que lhe permitem combater a desinformação climática.

O Facebook já tinha criado um Centro de Informação sobre o Coronavírus e outro sobre as eleições norte-americanas, agora surge este Centro de Informação Climático com capacidade reforçada de intervenção. Os comentadores do magazine dos domingos analisam a crescente aposta na arbitragem de temas mais sensíveis à propagação de informação viciada.

E não deixam passar a crescente polémica entre o Facebook e as autoridades australianas que levou ao bloqueio das páginas de notícias dos media da Austrália pelo gigante das redes sociais.

Outro tema abordado nesta edição: o da escolha da primeira mulher africana para a presidência da Organização Mundial do Comércio. Como lembrava há dias o Guardian, ela tem a dura missão de restaurar a confiança num sistema global de comércio baseado em regras. O que se passa é que essas regras têm sido duramente abaladas. Conseguirá, por exemplo, a antiga ministra das finanças da Nigéria estabelecer uma ponte de diálogo entre Washington e Pequim, depois de vários anos de uma guerra comercial sem tréguas? A nova líder da OMC definiu como prioridade o estabelecimento de um esforço conjunto que permita suspender as restrições à exportação que condicionam o comércio de medicamentos e alertou para o perigo do que chamou "nacionalismo vacinal". Ela considera que "ninguém está seguro até que todos estejam seguros". Poderá ela ter a gazua para superar os bloqueios existentes?

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de