Acontece no Brasil

Todas as quintas-feiras, o correspondente da TSF em São Paulo, João Almeida Moreira, assina a crónica Acontece no Brasil – um país onde a realidade e o insólito andam muitas vezes de mãos dadas.

Bispo renuncia após divulgação de vídeo íntimo

Papa Francisco aceitou pedido de Dom Tomé, depois deste participar em telefonema seminu e a acariciar-se. As imagens foram amplamente divulgadas na conservadora cidade de São José do Rio Preto.

Vídeos íntimos divulgados em grupos de WhatsApp levaram a um pedido de renúncia do bispo de São José do Rio Preto, diocese a 400 km a norte da cidade de São Paulo, imediatamente aceite pelo Papa Francisco.

Neles, Dom Tomé Ferreira da Silva, seminu, acariciava o órgão sexual enquanto conversava com alguém, desconhecido, do outro lado de uma chamada de vídeo.

Os vídeos, conta o DL, jornal da região, têm duas versões, uma editada claramente com o objetivo de o incriminar e outra, composta por imagens em bruto.

Segundo o jornal pode ter havido motivação política para a divulgação nesta altura - Dom Tomé reunira-se naquele mesmo dia com Guilherme Boulos, pré-candidato ao governo do estado de São Paulo pelo PSOL, partido de esquerda com agenda considerada próxima da do Bloco de Esquerda português, por exemplo. Boulos fazia campanha e participou em entrevistas na região.

Desde a sua chegada a São José do Rio Preto, Dom Tomé vinha desagradando ao lado mais conservador da cidade, ligado ao antecessor, dom Paulo Peixoto.

Entretanto, a posição de Dom Tomé já estava em risco desde que em 2018 ele fora considerado omisso num caso de abusos sexuais na diocese. Na ocasião, foi revelado no âmbito do caso que o próprio bispo trocara mensagens de cunho sexual com um jovem.

A imprensa local destacou um pormenor de uma das suas últimas aparições públicas: ele desvalorizava a superstição pagã do medo da sexta-feira 13. O caso veio a público, porém, dia 13 de agosto, uma ​​​​​​​sexta.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de