Acontece no Brasil

Todas as quintas-feiras, o correspondente da TSF em São Paulo, João Almeida Moreira, assina a crónica Acontece no Brasil – um país onde a realidade e o insólito andam muitas vezes de mãos dadas.

Homem é morto por urinar no passeio

Vizinho não gostou da atitude, iniciou discussão e concluiu-a com uma facada mortal. Crimes por motivo fútil no Brasil chegam a 80% do total nalguns estados.

Uma discussão aparentemente comum no dia 11 de julho terminou em homicídio, no bairro Tabuleiro do Martins, zona norte de Maceió, capital do estado nordestino de Alagoas.

Um homem de 40 anos, de nome Thiago Rodrigues, estava com a namorada a beber num sábado à noite na casa de um amigo. À saída, antes de entrar no carro, decidiu urinar no passeio. A atitude não agradou a um casal vizinho, cujos nomes não foram revelados pela polícia.

A mulher desse casal começou então uma briga com a namorada de Thiago.

A intervenção deste e do marido dela só aumentou a confusão, as agressões, as quedas.

Quando já estavam envolvidos mais vizinhos na discussão, o marido foi a casa, pegou um facão de cozinha e com um golpe só tirou a vida de Thiago.

O criminoso fugiu mas entregou-se dias depois na Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa. Confessou o crime, teve prisão preventiva decretada no último dia 5 mas a justiça negou e ele responde em liberdade por "delito por motivo fútil".

Os crimes por motivo fútil são, por definição, aqueles cuja causa, banal, e o desfecho, fatal, é considerado desproporcional.

Nalguns estados do Brasil esses crimes respondem a 80% do total, razão pela qual foi lançada há anos a campanha "conte até 10" para evitar reações violentas por impulso, como a que tirou a vida a Thiago Rodrigues por urinar na rua.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de