Acontece no Brasil

Todas as quintas-feiras, o correspondente da TSF em São Paulo, João Almeida Moreira, assina a crónica Acontece no Brasil – um país onde a realidade e o insólito andam muitas vezes de mãos dadas.

Padre atropela ladrão de roupa da paróquia

Ângelo, que furtara camisolas durante celebração de casamento, está em estado grave. O pároco Gustavo não só o atingiu com violência, como não prestou socorro.

Tatiane de Fátima e Alex Aparecido viviam momentos de muita felicidade no último dia 7: cumpriam o sonho de se casar pela igreja. A celebrar a cerimónia, o sorridente e tranquilo Gustavo Trindade, padre de uma das paróquias de São José do Rio Pardo, no interior de São Paulo.

Já os cerca de 100 convidados se haviam deslocado para o local da festa, e Tatiane e Alex, ainda a meio das fotos da praxe, viam sair da Igreja de São Sebastião o carro branco do pároco a alta velocidade.

O padre Gustavo Trindade, 37 anos, guiava desenfreado atrás de Ângelo Nogueira, 40 anos, que corria a pé pelo passeio com o fruto do seu furto na igreja enquanto decorria o casamento: três camisolas de frio, o inverno no hemisfério sul está a chegar, e uma camisa.

Uma câmara de segurança filmou, instantes depois, o momento em que o carro conduzido pelo padre Gustavo chegou a Ângelo e às roupas furtadas e o atingiu com violência. Depois, fez marcha-atrás e foi-se embora.

Ângelo foi arremessado para dentro de um imóvel. Detido pelas autoridades por causa do furto, acabou, entretanto, transferido para um hospital onde ainda continua em estado grave.

Gustavo, o padre, vai responder por tentativa de homicídio e omissão de socorro. Entretanto, os dois advogados contratados por ele alegam "legítima defesa" e citam o artigo do código penal que refere que "qualquer cidadão pode deter criminoso em flagrante".

A polícia não se comove e pede a prisão do padre - cujo crime é infinitamente mais grave aos olhos da lei (e, muito provavelmente, dos de Deus).

Ele, mesmo declarando-se ao dispor das autoridades, mudou a morada para São Paulo e está incontactável.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de