Acontece no Brasil

Todas as quintas-feiras, o correspondente da TSF em São Paulo, João Almeida Moreira, assina a crónica Acontece no Brasil – um país onde a realidade e o insólito andam muitas vezes de mãos dadas.

Pastor evangélico aplica golpe de milhões

Uma mulher vendeu o apartamento, um homem investiu 300 mil reais, entre muitas outras vítimas de um religioso invisual, que cita a Bíblia em lives nas redes sociais.

Uma sogra ingénua, do Distrito Federal, vendeu o apartamento e transferiu 300 mil reais para a conta de Osório José Lopes, o namorado da filha. Como garantia, recebeu uma "Letra do Tesouro Mundial", com detalhes em ouro e suposta assinatura do ministro das Finanças do Brasil.

Um empresário de São Paulo destinou a Osório a mesma quantia, convencido de que teria um retorno astronómico de milhões. Como os meses passavam e esse retorno não vinha, aliás, não vinha retorno de um cêntimo sequer, o empresário pressionou Osório a devolver o investimento. Recebeu um terço e um carro, que ele não pedira e, ao volante do qual sofreu violento acidente, após uma roda traseira se soltar.

A sogra e o empresário foram apenas dois dos muitos enganados pelas fraudes de Osório - fraudes que superam os 15 milhões de reais, cerca de três milhões de euros, só no estado de Goiás, onde chegou a ser detido e depois solto, e alastraram ao Distrito Federal e a São Paulo.

Mas qual o segredo de Osório José Lopes para vigarizar tanta gente? Além de contar com a credulidade de amigos, ele apresenta-se como respeitável pastor evangélico.

As vítimas eram atraídas pelo discurso religioso do pastor Osório nas redes sociais que, por entre citações bíblicas, divulgava o nome completo e o número de contribuinte, para mostrar transparência, e mostrava títulos dos governos brasileiros e americano a que os investidores teriam acesso.

Invisual, o que segundo os enganados, também lhe alimentava a credibilidade, Osório passeava-se de helicóptero privado, sinal exterior de riqueza que impressionava os investidores, diz a polícia que já está, outra vez, no seu encalço.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de