Boa Vida

Restaurantes, hotéis, exposições, atividades, novas tendências, bares, locais, comidas, vinhos, aquilo que faz moda mas também as histórias mais escondidas. Um programa de Augusto Freitas de Sousa, autor e jornalista que nos últimos anos se tem dedicado ao lifestyle e ao jornalismo de viagens.

Barca Velha nº 20

É sempre um acontecimento quando sai uma nova edição de Barca Velha. Este ano saiu o de 2011. No topo do palácio Verride, Fábio Alves leva o "Suba" para outros voos.

Desde os anos 50 que Fernando Nicolau de Almeida apostou num vinho de mesa quando a região do Douro estava praticamente reservada para o vinho do Porto. Em 1952 saiu o primeiro Barca Velha que viria a ser reeditado mais 19 vezes. Recentemente a Casa Ferreirinha lançou o 20º Barca Velha, de 2011, considerado um dos melhores anos na maioria das regiões demarcadas de vinhos no país.

O atual responsável pela enologia, Luís Sottomayor, entrou para a casa em 1989 e ainda trabalhou com Nicolau de Almeida que, apesar de reformado, passava pela sala de provas todos os dias. Luís Sottomayor, que tem a difícil tarefa de manter a qualidade de um dos vinhos mais icónicos de Portugal, gostava, um dia, de fazer um vinho branco equivalente ao Barca Velha.

Fine dining com Norte

O nortenho Fábio Alves é, há cerca de um ano e meio, o cozinheiro responsável pelo restaurante Suba num dos mais luxuosos hotéis de Lisboa, o Verride Palácio Santa Catarina. Fábio, natural de uma aldeia em Valpaços, leva parte da sua bagagem transmontana para compor as cartas do restaurante que revelam opções de fine dining e sabores fortes.

O restaurante Suba é uma das apostas dos responsáveis de um palácio recuperado, no cimo de uma colina lisboeta, que recebeu o prémio nacional de reabilitação urbana e o prémio Valmor municipal de arquitetura. Na página online do espaço destaca-se uma frase de Leonardo Da Vinci: "A simplicidade é a sofisticação final".

Augusto Freitas de Sousa (augusto.sousa@ext.tsf.pt)

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de