Boa Vida

Restaurantes, hotéis, exposições, atividades, novas tendências, bares, locais, comidas, vinhos, aquilo que faz moda mas também as histórias mais escondidas. Um programa de Augusto Freitas de Sousa, autor e jornalista que nos últimos anos se tem dedicado ao lifestyle e ao jornalismo de viagens.

Rigorosamente "Lifestyle"

Dificilmente se consegue uma definição mais literal de "lifestfyle" do que a vida dos monges da Cartuxa. O mosteiro faz parte da Fundação Eugénio de Almeida. Em Lisboa um pasteleiro franco-português dá cartas no centro da cidade.

A Fundação Eugénio de Almeida é muito mais do que o vinho Pera Manca, talvez a referência mais conhecida em Portugal e no estrangeiro. O Mosteiro da Cartuxa, o Paço de S. Miguel, a Enoteca, Quinta de Valbom e a recente aquisição Tapada do Chaves, além das outras marcas de vinho, fazem parte um enorme riqueza empresarial, cultural e artística.

Os monges da Cartuxa, que vivem em clausura no mosteiro, são parte de um património religioso que ainda hoje se mantém em Évora. O prior Antão, há 55 anos na Cartuxa, nascido em Cádiz, Espanha, explica que a dificuldade da vivência em isolamento depende da fé e do hábito dos primeiros tempos.

O presidente do Conselho Executivo da Fundação Eugénio de Almeida, José Mateus Ginó, na casa há 20 anos, recorda a missão da fundação e as vertentes comerciais e lúdicas de uma entidade com classificação de Instituição de Solidariedade Social. Há 580 hectares de vinha só na propriedade (cerca de 1000 no total) o que origina uma produção anual de cerca de 5, 5 milhões de garrafas.

E vão 17...

Nasceu em Paris há 46 anos e cedo meteu as mãos na massa, ou neste caso, na manteigas e nas natas que fazem parte da pastelaria fina francesa. Passou por uma casa de chá, mas foi num hotel de cinco estrela no centro de Paris que ganhou experiência e engenho nas artes da culinária.

O convite foi do próprio responsável do hotel parisiense que "empurrou" Joaquim de Sousa para abrir o Pestana Palace em Lisboa, mas a ideia era regressar passado um ano. Joaquim veio, mas o regresso está adiado pelo menos há 17 anos.

É o chef pasteleiro da francesa Ladurée na Avenida da Liberdade em Lisboa, depois de ter passado pelo grupo Pestana, Tivoli e no hotel Oitavos, em Cascais, onde uma das suas criações foi parar ao Masterchef Austrália.

Augusto Freitas de Sousa (boavida@tsf.pt)

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de