Conferências Ação Humanitária

O ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa lança um ciclo de conferências dedicadas à Ação Humanitária, acompanhado pela TSF, que passa pelos quatro cantos do mundo.

Reconstrução de sistemas de saúde em situação de pós-catástrofe

Como reconstruir os serviços de saúde de um país, após uma situação de catástrofe? Este é o mote da última sessão do Ciclo Internacional de Conferências em Ação Humanitária, organizado pelo ISCTE.

As catástrofes naturais, como ciclones e furacões, ou as catástrofes humanas, como a guerra, são sinónimo de devastação. Depois da tragédia, impõe-se o desafio de reerguer os territórios atingidos.

A reconstrução dos sistemas de saúde nos países que sofrem catástrofes foi o tema de debate da última conferência do Ciclo Internacional de Conferências em Ação Humanitária, promovido pelo ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa.

Em declarações à TSF, Ana Lúcia Martins, investigadora do ISCTE e coordenadora deste ciclo de conferências, explica a importância de apostar na formação de quem está no terreno.

A conferência conta com Gilbert M. Burnham, fundador e investigador do Center for Humanitarian Health da Johns Hopkins University, em Baltimore (EUA), como orador.

Gilbert M. Burnham trabalhou com inúmeros programas de desenvolvimento humanitário e de saúde para organizações multilaterais e não-governamentais, departamentos regionais de saúde, ministérios da saúde (a nível nacional e distrital) e comunidades na África Subsaariana, Ásia, Oriente Médio e Europa Oriental. Atualmente, trabalha no desenvolvimento dos sistemas de saúde no Iraque e no Afeganistão.

O especialista em saúde em situações de catástrofe traz até à capital portuguesa os relatos da sua larga experiência no terreno nos países afetados por desastres e conflitos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de