Covid-19: Perguntas com Resposta

Tem dúvidas sobre o novo coronavírus? O que pode e o que não pode fazer quando está de quarentena? Que cuidados deve ter para prevenir a sua saúde e a dos outros? Em plena pandemia mundial, a TSF ajuda a responder a todas as dúvidas. Diariamente, depois das 15h00, a Prof. Cláudia Conceição (médica) e o Prof. Celso Cunha (virologista), do Instituto de Higiene e Medicina Tropical, respondem às perguntas dos ouvintes.
Para participar pode ligar para o 808202173 ou deixar a sua pergunta em www.tsf.pt

Covid-19: Perguntas com Resposta. Com Rita Costa e António Botelho. Uma iniciativa TSF em parceria com o Instituto de Higiene e Medicina Tropical, da Universidade Nova de Lisboa, e a Direção-Geral da Saúde

Covid-19: leite da mãe contamina o filho? Que álcool deve ser usado para desinfetar?

Perguntas com Resposta é um programa da TSF em parceria com o Instituto de Higiene e Medicina Tropical.

No dia em que nasceu, em Portugal, o primeiro bebé de uma mãe infetada com o novo coronavírus , o tema passou pelo programa da TSF Perguntas com Resposta. Será que existe a possibilidade de contágio entre mãe e filho durante a gravidez e que cuidados devem existir depois do nascimento da criança?

Os especialistas Celso Cunha (virologista) e Cláudia Conceição (médica) lembram que "não existe evidência de contágio entre mãe e filho antes do nascimento" mas avisam que os dados são ainda escassos e que, depois do nascimento, é preciso ter cuidados acrescidos para evitar a contaminação.

"Recomenda-se que se a mãe quer ficar junto do bebé e amamentá-lo, deve usar máscara e mudá-la com frequência", aconselha a médica Cláudia Conceição. Já o virologista Celso Cunha adianta que "não há evidência de que o leite materno seja veículo transmissor da doença. É seguro as mães amamentarem os filhos", garante.

Álcool a 95º ou a 70º, lixívia e água oxigenada

São vários os desinfetantes que podem ser utilizados para as mãos ou para limpar superfícies. Para as mãos, não vale a pena usar álcool a 95º: "é muito agressivo para a pele", avisa Celso Cunha explicando que o álcool a 95º pode ser facilmente diluído em casa.

"Qualquer pessoa, em casa, pode preparar, diluindo numa parte de água para quatro partes de álcool", detalha o especialista. A água oxigenada também desinfeta e já vem diluída.

Para limpar superfícies, a lixívia diluída em água é também uma boa opção, na seguinte proporção: "uma medida de lixívia em 49 medidas iguais de água", deixar atuar durante 10 minutos, enxaguar apenas com água quente e deixar secar ao ar. Já o mobiliário e alguns equipamentos (como comandos ou telemóveis) "podem ser desinfetados após a limpeza, com toalhetes humedecidos em desinfetante ou em álcool a 70º".

No entanto, nos casos de manchas de sangue ou gotículas expelidas por pessoas infetadas, deverá ser utilizada uma solução menos diluída de lixívia, na proporção de "uma medida de lixívia, para 9 medidas iguais de água" - explicam os especialistas que remetem para as orientações da Direção Geral de Saúde.

Lenços e echarpes em vez de máscaras?

Não valem a pena e até podem ter um resultado negativo, avisam os especialistas ouvidos pela TSF que desaconselham também o uso de máscara por pessoas que não estão infetadas: "Pode dar uma falsa sensação de segurança e a utilização da mesma máscara tocada, com frequência, pelas mãos pode até propagar a doença", alerta Celso Cunha. Ou seja: "Não se aconselha o uso de lenços ou de echarpes como forma de proteção contra o vírus",

Taxistas em risco?

Por ser uma profissão em que os condutores de táxi estão próximos das pessoas que transportam e podem ter contato de mãos ao receber o pagamento poderá ser aconselhado o uso de máscara​​​​​, mas mais importante, sublinha o virologista Celso Cunha, é trazer uma embalagem de álcool a 70º para desinfetar as mãos depois de receber o dinheiro.

Perguntas com Respostas é um programa da TSF moderado pela jornalista Rita Costa e com a participação do virologista Celso Cunha e da médica Cláudia Conceição do Instituto de Higiene e Medicina Tropical. ouvir, na TSF, de segunda a sexta, depois das três da tarde. Para participar, basta ligar o 808202173, inscrever-se e participar. Ou deixar a sua pergunta no site ou nas redes sociais da TSF

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de