Covid-19: Perguntas com Resposta

Tem dúvidas sobre o novo coronavírus? O que pode e o que não pode fazer quando está de quarentena? Que cuidados deve ter para prevenir a sua saúde e a dos outros? Em plena pandemia mundial, a TSF ajuda a responder a todas as dúvidas. Diariamente, depois das 15h00, a Prof. Cláudia Conceição (médica) e o Prof. Celso Cunha (virologista), do Instituto de Higiene e Medicina Tropical, respondem às perguntas dos ouvintes.
Para participar pode ligar para o 808202173 ou deixar a sua pergunta em www.tsf.pt

Covid-19: Perguntas com Resposta. Com Rita Costa e António Botelho. Uma iniciativa TSF em parceria com o Instituto de Higiene e Medicina Tropical, da Universidade Nova de Lisboa, e a Direção-Geral da Saúde

"Tocam em tudo e tocam na cara." Usar luvas pode ser perigoso

No programa da TSF Perguntas com Resposta, os especialistas alertam para o uso generalizado e indevido de máscaras e luvas: "Podem dar uma falsa sensação de segurança".

Na ânsia de proteção, muitas pessoas utilizam luvas e máscara, mas será realmente útil e, sobretudo, seguro? Ouvidos na TSF, os especialistas avisam contra o uso avulso deste tipo de proteção.

"As indicações são claras: sintomas sim, sem sintomas não", explica a médica Cláudia Conceição avisando que "há vários tipos de máscara" e que em caso de uso, "devem ser mudadas com frequência".

"Não é pô-las para atender o telefone, e depois por na testa ou na barba : isso não é o uso que nos ajude", avisa Cláudia. A médica afirma até que nesses casos o "uso pode ser contraproducente até porque dá uma sensação de tranquilidade e de segurança que de facto não está a existir".

Cláudia Conceição lembra ainda que existe uma escassez de máscaras que "são necessárias para um profissional de Saúde que está na linha da frente".

Já sobre as luvas o alerta é reforçado: "Vê-se muita gente com as mãos em todo lado, incluindo depois na cara", repara a medica que adianta que "tirando algumas profissões", o uso generalizado de luvas "é de todo contraproducente".

"Não é para andar com as mãos em todo lado com as luvas. Este talvez seja o uso mais perigoso em termos de dar uma falsa imagem de que estamos seguros", alerta a médica no programa Perguntas com Resposta sobre a Covid-19.

Falta álcool? Sabão azul e lixívia são muito eficaz

Para quem já tentou sem êxito comprar álcool, os especialistas ouvidos pela TSF aconselham até o velho sabão azul e branco para lavar as mãos: "É muito bom e muito mais barato".

Na rua difícil passar sem um frasquinho de gel desinfetante ou de álcool mas em casa é muito mais barato e igualmente eficaz utilizar sabonete ou mesmo sabão azul e branco.

"Caso não seja possível encontrar álcool, aconselho a lavar as mãos e as partes mais expostas com sabão e o sabão azul e branco é tão bom como qualquer outro e muito mais barato", adianta o virologista Celso Cunha ouvido no programa Perguntas com Resposta.

Perguntas com Resposta é um programa da TSF com moderação da jornalista Rita Costa e com a participação da médica Cláudia Conceição e do virologista Celso Cunha do Instituto de Higiene e Medicina Tropical. Pode ouvir, na TSF, de segunda a sexta, depois das três da tarde. Para participar, basta ligar o 808202173, inscrever-se e participar. Ou deixar a sua pergunta no site ou nas redes sociais da TSF.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de