E se amanhã for tarde demais?

A esclerose múltipla é uma doença autoimune do sistema nervoso central em que uma desregulação do sistema imunológico faz com que o mesmo ataque a mielina, camada que envolve as células nervosas (neurónios). Em Portugal estima-se que varie entre seis mil a oito mil, o número de pessoas afetadas. Nas próximas semanas vamos colocar as questões mais pertinentes a quem vive e convive com esta doença. "Porque é que é relevante falar de esclerose múltipla?", "Porque é que amanhã pode ser tarde demais?", "O que é que se pode esperar do tratamento, neste momento?" e "Como envolver o doente nas tomadas de decisão sobre a sua doença?". Todos os dias uma pergunta tem a resposta de um médico, de um enfermeiro ou de um doente. "Esclerose Múltipla - E se amanhã for tarde demais?" é uma iniciativa da Novartis em colaboração com a Associação de Doentes de Esclerose Múltipla (SPEM). Todos os dias na antena da TSF, entre as 7h00 e as 10h00.