Governo Sombra

Eles querem, podem, mas não mandam! Ricardo Araújo Pereira, Pedro Mexia e João Miguel Tavares - num programa moderado por Carlos Vaz Marques - são o Governo Sombra. Um governo que não decide. Uma equipa ministerial sem consenso. Um conselho de ministros que convive bem com as fugas de informação. Semanalmente, passam a atualidade em revista, examinam à lupa os dossiês, interpelam os protagonistas sem rodeios.
Domingo, depois das 11h00. À segunda-feira, depois das 13h00 em versão compacto

Regina Duarte não foi "fritada", mas "flambé", diz Ricardo Araújo Pereira

A saída de Regina Duarte do Governo do Brasil foi tema de conversa no Governo Sombra.

Regina Duarte abandonou a pasta de ministra da Cultura do Brasil, cargo que não chegou a ocupar por três meses, e o anúncio foi feito num vídeo divulgado nas redes sociais, no qual a atriz explica que não foi "fritada", mas sim que aceitou e agradece o convite para ir "fazer Cinemateca". Regina Duarte referia-se à expressão usada pelos brasileiros para caracterizar os ministros que têm sido afastados por Bolsonaro, nos últimos tempos.

Para Ricardo Araujo Pereira, a antiga ministra da Cultura não foi, de facto, "fritada", mas terá sido "flambé", pois esse tipo de confeção adequa-se melhor ao percurso de Regina Duarte na pasta da Cultura, durante o qual foram sucessivos os episódios menos felizes. Um dos mais caricatos aconteceu logo no discurso de posse da antiga ministra, no qual a atriz discorreu longamente sobre o "pum do palhaço", recorda o humorista.

A emissão completa do Governo Sombra, para ver ou ouvir, sempre em tsf.pt.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de