Governo Sombra

Eles querem, podem, mas não mandam! Ricardo Araújo Pereira, Pedro Mexia e João Miguel Tavares - num programa moderado por Carlos Vaz Marques - são o Governo Sombra. Um governo que não decide. Uma equipa ministerial sem consenso. Um conselho de ministros que convive bem com as fugas de informação. Semanalmente, passam a atualidade em revista, examinam à lupa os dossiês, interpelam os protagonistas sem rodeios.
Domingo, depois das 11h00. À segunda-feira, depois das 13h00 em versão compacto

Ricardo Araújo Pereira: Bolsonaro tem um sentido de humor "excelente"

As declarações "humorísticas" de Jair Bolsonaro face à pandemia de Covid-19 no Brasil foram tema de conversa no Governo Sombra desta semana.

No Brasil, a epidemia de Covid-19 ganha uma dimensão preocupante, que se agrava de dia para dia, mas isso não impediu Jair Messias Bolsonaro de fazer humor com o assunto. Quando uma jornalista o informou de que o Brasil havia ultrapassado a China em número de vítimas mortais, o Presidente respondeu: "E daí? Lamento, quer que eu faça o quê? Eu sou messias, mas não faço milagres!", o que desencadeou algumas gargalhadas entre os presentes.

Ricardo Araújo Pereira classificou de "excelente" o sentido de humor do presidente do Brasil, e recorda que houve outros grandes estadistas que responderam no mesmo registo em situações de crise, como por exemplo Winston Churchill. O humorista passa a explicar, recorrendo à ironia, que o então primeiro-ministro do Reino Unido, ao ser informado de que a Alemanha teria invadido a Polónia, durante a Segunda Guerra Mundial, terá respondido também "Então e depois?". Claro que isto nunca aconteceu, mas serve para enquadrar o absurdo da declaração de Bolsonaro, estando num cargo de tamanha responsabilidade como o de ser Presidente do Brasil.

A emissão completa do Governo Sombra, para ver ou ouvir, sempre em tsf.pt.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de