Governo Sombra

Eles querem, podem, mas não mandam! Ricardo Araújo Pereira, Pedro Mexia e João Miguel Tavares - num programa moderado por Carlos Vaz Marques - são o Governo Sombra. Um governo que não decide. Uma equipa ministerial sem consenso. Um conselho de ministros que convive bem com as fugas de informação. Semanalmente, passam a atualidade em revista, examinam à lupa os dossiês, interpelam os protagonistas sem rodeios.
Domingo, depois das 11h00.

Ricardo Araújo Pereira defende que políticos não devem fazer comentário político

Buscas na Câmara de Lisboa condicionaram o espaço de opinião de Fernando Medina na TVI24.

A Câmara de Lisboa foi alvo de buscas no âmbito de uma investigação ao antigo vereador do Urbanismo, Manuel Salgado, o que levou a TVI24 a abrir o espaço de comentário político de Fernando Medina com uma justificação para que o tema fosse deixado de fora.

Ricardo Araújo Pereira quis ser "Presidente da Câmara de Televisão" para apresentar o caso como uma demonstração prática dos problemas que podem surgir quando um político no ativo é também comentador: "é um caso típico de um momento em que um político no ativo, que também é comentador político, chega ao momento em que tem de de comentar-se a si próprio. Talvez seja uma boa razão para evitar este tipo de situação", sublinha.

O humorista mencionou ainda outro caso, o do deputado do PS, Marcos Perestrelo, que tem uma coluna de opinião no Correio da Manhã, sugerindo que existe incompatibilidade entre as duas atividades.

A emissão completa do Governo Sombra, para ver ou ouvir, sempre em tsf.pt.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de