Governo Sombra

Eles querem, podem, mas não mandam! Ricardo Araújo Pereira, Pedro Mexia e João Miguel Tavares - num programa moderado por Carlos Vaz Marques - são o Governo Sombra. Um governo que não decide. Uma equipa ministerial sem consenso. Um conselho de ministros que convive bem com as fugas de informação. Semanalmente, passam a atualidade em revista, examinam à lupa os dossiês, interpelam os protagonistas sem rodeios.
Domingo, depois das 11h00.

Ricardo Araújo Pereira está ansioso por visitar o Obelisco do Templo, em Oeiras

Humorista diz que "Cultura e laser" pode ser uma referência a filmes de ficção científica.

Isaltino Morais inaugurou um monumento no Parque dos Poetas, em Oeiras, intitulado "Obelisco do Templo", da autoria de Júlio Quaresma. A obra tem 17 metros e cinquenta e nove centímetros de altura, de forma a simbolizar a criação do município em 1759 e custou 600 mil euros, tendo sido adjudicada por ajuste direto, o que tem levantado críticas.

Mas não é tudo: uma inscrição na base do monumento apresenta um erro ortográfico, já que nela se pode ler "Proteção e defesa deste espaço de cultura e laser", em vez de "lazer", facto que não foi perdoado pelas redes sociais.

Apesar de ser munícipe do concelho, Ricardo Araújo Pereira ainda não conseguiu visitar o monumento, mas está ansioso, e sugere que o espaço se assuma como um local para projeção de filmes de ficção científica que incluam lasers na sua narrativa, de forma a que a inscrição faça sentido.

Já quanto à altura e preço da obra, Ricardo Araújo Pereira garante: "Eu sou sensível ao simbolismo, mas acho que talvez os munícipes tivessem poupado algum dinheiro com um obelisco de 17 centímetros e cinquenta e nove milímetros, que, ao que me dizem, já é um tamanho muito aceitável. Tinha o simbolismo na mesma e era muito mais barato!" - Garante.

A emissão completa do Governo Sombra, para ver ou ouvir, sempre em tsf.pt.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de