Ninguém disse que isto ia ser fácil

Conversas conduzidas pelo jornalista Paulo Farinha sobre dúvidas, alegrias, angústias, sentimentos e todas as emoções que temos quando falamos de educação, parentalidade e relacionamentos. As histórias do dia-a-dia dos filhos que estão a crescer, os pais que estão a envelhecer, a relação que parece à deriva ou a família que não escolhemos mas com a qual temos de lidar. Psicólogos, psiquiatras, psicoterapeutas, terapeutas de casal, educadores, enfermeiros, pediatras, juízes, professores. E todas as pessoas que nos ajudam a falar da vida como ela é, para que ela seja mais como gostaríamos que fosse. Ou só para a entendermos melhor.

Sónia Morais Santos e o nome do blogue Cocó na Fralda

O blogue Cocó Na Fralda começou por ser um projeto para a família. Hoje são 64 mil seguidores no Instagram e 84 mil no Facebook e uma referência da Internet em Portugal. Mas como surgiu o nome? "Se pudesse voltar atrás..."

Começou por ser um blogue para partilhar com a família e os amigos, no qual Sónia Morais Santos escrevia histórias sobre os filhos e os desafios de os criar, mas longe da visão cor-de-rosa da maternidade: em vez de laçarotes e momentos perfeitos, a jornalista queria desabafar. E encontrou uma audiência grande que se revia nesses desabafos com lágrimas ou gargalhadas. Hoje são 64 mil seguidores no Instagram e 84 mil no Facebook num dos blogues mais marcantes da internet em Portugal (que até deu origem a um livro). E o nome "Cocó na Fralda", como surgiu?

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados