O Bichinho da Rádio

Saúde, comportamento e direito animal, Gente, bichos e a nossa vida em comum.
Para ouvir à segunda-feira, depois das 18h30. Com Dora Pires.

Os bichos também usam próteses

Geralmente por doença ou acidente há animais que perdem partes de um membro e podem por isso precisar de próteses. Convidamos Henrique Armés, um veterinário ortopedista especializado em implantar próteses biónicas. Sim, biónicas!

"São próteses que tentam imitar a função do membro original, tão parecida quanto possível com esse membro, com a particularidade de permitir ao animal percecionar o meio ambiente, nomeadamente o chão."

A explicação de Henrique Armés faz pensar em alta tecnologia e cirurgia de ponta, e é mesmo disso que se trata. "Cada animal é único. Para começar é preciso desenhar a prótese, depois há uma cirurgia exigente e também o processo de recuperação é muito acompanhado".

E não é para qualquer animal, embora "já tenham sido usadas próteses até em animais marinhos", mas "são mais usadas em cães e gatos".

Também é preciso que reste uma parte do osso do membro afetado, porque a prótese funciona melhor quando é implantada nesse osso. Henrique Armés explica que também se recorre a estes membros de substituição em casos de animais com cancro, "desde que se justifique perante a esperança de vida do animal e, de novo, tem de subsistir parte do osso a que ligar a prótese".

O veterinário também é investigador e espera que, em breve, chegue à ciência animal o que já acontece com os humanos "o uso de próteses articuladas". No caso dos animais é mais complicado e Henrique Armés aponta os gatos como "um desafio particular". São extremamente flexíveis e isso é difícil de replicar de uma forma mecânica.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de