TSF

  • Menu
  • Ouvir Emissão

«De Bicicleta, antologia de textos»

No último fim de semana, o desporto português conseguiu um feito raro e inédito que a vitória da seleção portuguesa no europeu de futebol praticamente abafou. Refiro-me à vitória de um português, Rui Costa, na volta à Suíça em bicicleta, a quarta prova mais importante do ciclismo, a nível mundial, a seguir às voltas a França, a Espanha e a Itália.

O ciclismo é um desporto simples e popular que nem por isso deixou de cativar intelectuais como o semiólogo Roland Barthes. Num dos textos da antologia Da Bicicleta, Barthes entrega-se à análise da mais importante das provas velocipédicas: a Volta a França. «A Volta» - escreve o autor francês - «tem uma moral ambígua: imperativos cavalheirescos misturam-se constantemente com os apelos brutais do puro espírito de triunfo».

As bicicletas, no entanto, são muito mais do que apenas máquinas de corrida, como todos sabemos e como esta antologia de textos de grandes autores ilustra de forma clara. O mais belo título neste conjunto de textos pertence a Samuel Beckett: «Querida bicicleta não te chamarei velocípede».

Outros grandes autores escreveram sobre a bicicleta, essa máquina prodigiosa que, tal como a conhecemos hoje, foi imaginada por Leonardo da Vinci. Émile Zola, Alfred Jarry, Ortega y Gasset são alguns dos autores representados neste volume onde encontramos uma «Fenomenologia da bicicleta em três parágrafos», de Peter Cummings, que termina assim: «Andar de bicicleta é alargar e intensificar o nosso campo visual. Esta espantosa invenção tem, de uma maneira muito simples, o poder de mudar a natureza da nossa relação com o mundo.»

Livro do Dia: «Da Bicicleta - antologia de textos»; tradução e notas de Júlio Ferreira e José Cláudio, edição Relógio d'Água.

Sugerimos Também

Ouvir Emissão