Olhe que não

Recuperando para lema a frase que marcou o mais histórico debate da televisão em Portugal, entre Mário Soares e Álvaro Cunhal, Olhe que não traz à TSF visões e opiniões contraditórias em temas como Saúde, Justiça, Educação, Consumo, Segurança, Emprego, Ambiente.
À quarta-feira, pelas 13h20, com Pedro Pinheiro

A "bazuca" e a coesão do território

O Governo garante que nenhuma região fica de fora, mas muitos autarcas entendem que os milhões do plano de recuperação e resiliência vão para os mesmos de sempre. Afinal, a "bazuca" vai contribuir ou não para a coesão territorial e social do país?

Entre subvenções e empréstimos, são mais de 16 mil milhões de euros para executar nos próximos cinco anos, até 2026. O plano de recuperação e resiliência esteve em consulta pública e é criticado por muitos autarcas e comunidades intermunicipais.

O Governo assegura que a "bazuca" não deixa os autarcas de fora, nem se esquece de nenhuma região. Mas, entre muitos presidentes de câmara, diz-se que o dinheiro irá para os mesmos de sempre, essencialmente para as áreas metropolitanas de Lisboa e Porto.

Uma divergência que nos traz a este debate, e a uma pergunta: o plano de recuperação e resiliência vai contribuir ou não para a coesão social e territorial do país?

A troca de argumentos é entre Ana Abrunhosa, ministra da Coesão Territorial; e Ricardo Rio, presidente da câmara de Braga e um dos autarcas que critica as opções do Governo.

Ouça outras emissões do "Olhe que Não" aqui.

"Olhe que Não" é um programa de Pedro Pinheiro.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de