Sinais

"Sinais" nas manhãs da TSF, com a marca de água de sempre: anotação pessoalíssima do andar dos dias, dos paradoxos, das mais perturbadoras singularidades. Todas as manhãs, num minuto, Fernando Alves continua um combate corpo a corpo com as imagens, as palavras, as ideias, os rumores que dão vento à atualidade.
De segunda a sexta, às 08h55, com repetição às 14h10.

Criptopânico

O jornal El Pais acaba de cunhar uma nova expressão para legendar o mugido virtual do bezerro de ouro: criptopânico.

O descalabro provocado pela Luna não prenuncia mares da Tranquilidade.

Um jornal brasileiro escreve que Terra virou pó em 24 horas, "ao derreter mais de 90%". Terra é uma criptomoeda.

Por entre parágrafos de um arrazoado que me escapa, detecto um subtítulo fatal, irresistível: "Crise nas Infinitas Terras".

Uns parágrafos adiante, o jornal pergunta, em novo subtítulo: O Fim da Terra? Os novos salteadores da arca perdida são agora chamados caçadores de tendências.

Eu, de criptos, niet. Nem um satoshi. Pagai-me na mesma moeda, não me criptografeis pelo valor facial. Moeda oculta não precisa de bolso. Mas desconfio que estamos perante notícias que podem mexer com vidas, com as nossas humanas vidas concretas. Os sábios garantem que há vida inteligente na criptosfera. A criptotempestade já justificou declarações da secretária do Tesouro dos Estados Unidos. É capaz de ser sério. E, caso seja, onde encontraremos a porta do criptobunker?

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de