Sinais

Os "Sinais" nas manhãs da TSF, com a sua marca de água de sempre: anotação pessoalíssima do andar dos dias, dos seus paradoxos, das suas mais perturbadoras singularidades. Todas as manhãs, num minuto, Fernando Alves continua um combate corpo a corpo com as imagens, as palavras, as ideias, os rumores que dão vento à actualidade.
De segunda a sexta, às 08h55 e 14h10

O tempo parado sob o Arco Grande de Cima

Os sinais desta quinta-feira, por Fernando Alves.

As duas imagens dão-nos exemplar nota da passagem do tempo, não apenas porque a mais recente nos remete para a tecnologia disponível. Se a localizarmos na internet poderemos viajar virtualmente pelas outras ruas que circundam o Campo de Santa Clara; a travessa e a rua do Paraíso, a travessa das Freiras, a rua do Mirante. Nesta imagem, vemos turistas, de boné e calções, olhando para os telemóveis enquanto caminham no passeio estreito, já ultrapassado o Arco Grande de Cima. Na outra, a preto e branco, os transeuntes parecem tomados por uma lentidão que o cansaço talvez possa explicar. Transportam sacos, talvez de compras, talvez com os adereços quotidianos de quem vai para o trabalho, como se carregassem, aos ombros, o peso dos dias. Observando a cor, a luz e a sombra de ambas as imagens, pressentimos o que nelas revela a passagem do tempo. Mas fixando o olhar no Arco Grande de Cima e no muro com as suas fissuras de um século, somos tentados a pensar que o tempo parou naquela rua a dois passos da travessa do Paraíso.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de