Sinais

"Outros Sinais" nas manhãs da TSF, com a marca de água de sempre: anotação pessoalíssima do andar dos dias, dos paradoxos, das mais perturbadoras singularidades. Todas as manhãs, num minuto, Fernando Alves continua um combate corpo a corpo com as imagens, as palavras, as ideias, os rumores que dão vento à atualidade.
De segunda a sexta, às 08h55, com repetição às 14h10.

Parlaíndio

Um comunicado oficial divulgado ontem anuncia ao mundo a criação de um parlamento dos povos indígenas do Brasil. Este parlamento, cujo presidente de honra é o famoso cacique Raoni, pretende dar uma maior visibilidade política aos povos nativos, mais de trezentos, e uma maior eficácia na resistência à invasão das terras indígenas, à desflorestação, ao garimpo ilegal, à poluição das terras. O movimento passa a ser conhecido como "Parlaíndio Brasil" e adopta como primeiro acto político a entrada de uma acção na Justiça contra a Funai, exigindo a exoneração do seu presidente, um comissário político que não disfarça a hostilidade contra os povos da floresta.

O Parlaíndio responde com firmeza a um pedido feito pelo presidente da Funai à Polícia Federal para a abertura de um inquérito contra os líderes indígenas por alegada difamação de Bolsonaro. E essa firmeza traz de volta os momentos mais impressivos de uma história de vida do homem que poderia ter sido Nobel da Paz o ano passado. Ainda nos lembramos de Raoni no palco com Sting, ou segurando as mãos de João Paulo II ou do Papa Francisco. Chamam-lhe embaixador da Amazónia porque comprometeu a vida na defesa da floresta.

A imagem que retenho, ao ler a notícia deste novo embate com um poder arbitrário e insensível, é já longínqua. Raoni surgiu com as suas pinturas de guerra numa reunião com o ministro do Interior. Iam discutir demarcações nas reservas. O chefe indígena enfrentou o ministro, disse-lhe que estava pronto a ser seu amigo e, puxando a orelha do ministro, não a orelha metafórica mas a orelha literal, disse-lhe com uma firmeza serena: "Tens de escutar mais vezes o índio".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de