TSF à Mesa

Portugal fora, as fronteiras entre regiões são traçadas pelas paisagens e pela mesa. Das cidades às serras ou na imensidão das planícies, da melhor tradição portuguesa ao vanguardismo mais ousado. António Catarino sugere um país gastronómico que vale a pena apreciar.

A caminho de casa

A caminho de casa podemos deparar com um sem número de situações, mais ou menos comuns, encontrar amigos e fazer compras.

Nos meios urbanos de maior densidade populacional, é muito natural que há sempre algo que passa despercebido, tão frenético é o ritmo do quotidiano.

Em Matosinhos, a trepidante vida citadina não deixa grande margem para nos determos nos pormenores das ruas de altivos plátanos que dão sombras refrescantes nos dias que convidam para uma ida à praia.

Nos trajetos diários através das retilíneas artérias matosinhenses pouca gente se aperceberá da existência de um restaurante que, já lá vão quase sete anos, proporciona bons momentos à mesa.

A Caminho de Casa, assim se chama o espaço da rua Mouzinho de Albuquerque, onde um antigo bancário materializou o sonho de uma vida: abrir um restaurante. O edifício, fechado há anos, despertou imediata paixão; as obras de recuperação levaram tempo, o suficiente para ganhar forma a decoração "vintage" do espaço, com objetos vindos de uma quinta familiar em Braga.

Quando entramos no restaurante, com paredes revestidas a madeira e ambiente intimista, a marcha-atrás no tempo é inevitável perante aquele bric-à-brac: velhas máquinas de escrever, rádios, placas, relógios e os mais diversos objetos contribuem para uma atmosfera muito particular.

Há uma sala anexa para grupos e um agradável pátio com uma latada a dar uma nota campestre.

A cozinha regional portuguesa, bem feita e com muito sabor, é a marca deste restaurante onde a ementa do dia está escrita a giz numa lousa colocada sobre o balcão.

Ao almoço, há um maior número de opções.

As petingas fritas, muito frescas, cumpriram com galhardia o papel reservado às entradas.

As costelinhas no forno, acompanhadas com grelos, batatas e arroz branco -- prodigamente servidas em travessa de barro, obtiveram nota elevada. A cozedura antes da ida ao forno é um pormenor que faz a diferença.

O arroz de cabidela chegou à mesa num tacho e revelou-se à altura, a exemplo das pataniscas com arroz de tomate. Fofas, bem recheadas de bacalhau, com o polme irrepreensível, justificaram a aposta.

As sugestões diárias variam e podem incluir frango de caril, lulas à Caminho de Casa e feijoada de marisco, sendo certo que, com o tempo frio a chegar, as tripas à moda do Porto vão figurar na lista deste restaurante aberto de 3.ª feira a sábado.

Nas sobremesas, bolo brigadeiro e cheesecake são opções.

Carta de vinhos limitada. Serviço simpático.

A Caminho de Casa há boas surpresas. Este restaurante em Matosinhos, acolhedor e com uma comida de conforto e com qualidade a preços razoáveis, é uma delas,

Localização: Matosinhos

Contacto : 913 811 959

GPS : 41.17744 N ; -8.68619 W

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de