TSF à Mesa

Portugal fora, as fronteiras entre regiões são traçadas pelas paisagens e pela mesa. Das cidades às serras ou na imensidão das planícies, da melhor tradição portuguesa ao vanguardismo mais ousado. António Catarino sugere um país gastronómico que vale a pena apreciar.

A tasquinha portuense com nome de rio transmontano

O turismo vai, de algum modo, impondo determinados padrões, muito em particular no domínio da restauração, em cidades com a dimensão do Porto ou de Lisboa.

A capital nortenha, bastião de uma gastronomia rica e associada à história do velho burgo tripeiro, não foge a essa regra universal. No entanto, há espaços familiares que são autênticos redutos onde impera a comida de tacho. Nesses restaurantes, regra geral mais afastados do centro, a chama da culinária consistente, sólida, continua acesa nos fogões da tradição.

Na portuense rua de Serpa Pinto, entre a Constituição e S. Dinis, desde 1999 que tais linhas mestras são a estrutura de uma casa familiar com nome de um rio de origem glaciar. Com nascente no Parque Natural do Lago de Sanábria, em Espanha, o rio Tuela abraça o Rabaçal antes de Mirandela, dando origem ao Tua, afluente da margem direita do Douro.

Na Tasquinha do Tuela - é este o nome do restaurante -- os bons produtos da Terra Quente transmontana, origem da família que dá vida à casa, são a base de uma cozinha sem artificialismo, à base do receituário mais tradicional. A simplicidade é comum ao espaço, de linhas singelas e ambiente descontraído.

A lista, muito vocacionada para quem procura, no dia-a-dia, pratos simples, mas plenos de sabor, não é muito extensa neste restaurante com esplanada, sempre aliciante em tempo de verão.

As sugestões cárnicas surgem em maioria na ementa que pode apresentar feijoada à transmontana; rabo de boi com batata cozida; javali com castanhas; costeletas de borrego panadas; fígado de vitela de cebolada; moelas estufadas ou a suculenta posta à transmontana. Carne saborosa, grelhada no ponto, de acordo com os preceitos tradicionais. Boa nota para esta especialidade da casa, com presença diária na lista na companhia do lagartinho à transmontana, para duas pessoas.

Em dias certos da semana, há rojões à moda do Minho; tripas, arroz de pato.

Muito recomendável é a alheira oriunda de Vinhais e, na época invernosa, o butelo, um enchido tradicional de Trás-os-Montes.

Bacalhau à Braga ou à transmontana, isto é, grelhado e com batata a murro; polvo à lagareiro ou filetes com arroz dito do mesmo.; petingas com arroz de feijão lulas recheadas; filetes de pescada com arroz de tomate são pratos com sabor marinho que também surgem na lista.

Para sobremesa, recomendam-se, entre outras sugestões habituais, os saborosos morangos de S. Pedro Velho, a freguesia de Mirandela que é e capital transmontana dos apreciados frutos vermelhos.

Garrafeira adequada ao estatuto da casa. serviço muito simpático neste restaurante com uma boa relação preço-qualidade. Tasquinha do Tuela, no Porto.

Localização: Porto

Contacto : 22 831 12 19

GPS : 41.16657 N ; -8.62021 W

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de