TSF à Mesa

Portugal fora, as fronteiras entre regiões são traçadas pelas paisagens e pela mesa. Das cidades às serras ou na imensidão das planícies, da melhor tradição portuguesa ao vanguardismo mais ousado. António Catarino sugere um país gastronómico que vale a pena apreciar.

Galé a navegar a todo o pano

Nas metrópoles cosmopolitas - Lisboa está neste rol - há restaurantes que mantêm, sem luxos, nem ostentação, uma saborosa cozinha caseira, mais tradicional, onde a comida de tacho faz as delícias dos comensais.

Regra geral, são casas de cunho familiar, em que existe uma certa cumplicidade com a clientela habitual.

Na Estrada do Calhariz de Benfica, há um quarto de século que tem porta aberta um desses restaurantes, tão despretensioso que passa quase despercebido.

É A Galé dos Manos, que continua a navegar a todo o pano proporcionando saborosas viagens gastronómicas.

Entremos, pois, sem receios nesta galé que leva a bom porto.

O espaço é exíguo, repartido por três acanhadas salas; todavia, o que falta em espaço sobra em eficácia no serviço.

Ali, os pratos fixos traçam o azimute do apetite.

Ao longo da semana, em dias certos, há bacalhau à lagareiro; galinha de cabidela - uma das especialidades da casa - ; bacalhau com natas; cozido à portuguesa, que vai de férias entre junho e setembro; e arroz de pato no forno.

O bacalhau à lagareiro, servido às lascas, com batatas a murro e azeite de boa qualidade, resulta de cuidada preparação: o gadídeo é demolhado durante três dias, em água renovada de modo constante. Nos meses de verão, é adicionado gelo para baixar a temperatura.

A outras temperaturas, é cozinhada uma das mais aclamadas especialidades, no entanto, sujeita a encomenda: o pato inteiro no forno, com arroz de miúdos e batatinha assada.

A carne do marreco, saborosa e muito bem temperada; o arroz, no ponto ideal e as batatas coradas a brilharem na travessa de barro.

Par além deste prato, outras especialidades que figuram na ementa requerem pedido antecipado, pelo menos, na véspera. É o caso das caldeiradas de peixe ou de bacalhau e do coelho à caçador ou com arroz malandrinho.

Nas sobremesas, podem surgir como escolhas possíveis semifrio de natas, caramelo e chocolate, com cobertura de doce de ovos ou pera bêbada.

Boas opções para concluir da melhor forma saborosa viagem na lisboeta Galé dos Manos, em que podemos embarcar sem receio de tormenta à mesa.

Onde fica?

Localização: Benfica (Lisboa)

Contacto : 217 742 817

GPS : 38.74330 N ; -9.19949 W

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de