TSF à Mesa

Portugal fora, as fronteiras entre regiões são traçadas pelas paisagens e pela mesa. Das cidades às serras ou na imensidão das planícies, da melhor tradição portuguesa ao vanguardismo mais ousado. António Catarino sugere um país gastronómico que vale a pena apreciar.

Peixe na grelha e cataplanas em clássico algarvio renovado

A casa tem mais de três décadas de existência, mas é uma referência nos Olhos de Água, a dois passos de Albufeira. As obras de remodelação tornaram as salas mais confortáveis, mas a cozinha manteve padrões de qualidade. As cataplanas continuam a ter fama.

Nos meses de verão, o Algarve, atraente destino de férias, pela excelência das praias e gastronomia do barrocal e da serra, ganha maior relevância nas escolhas para saborear almejados dias para quebrar rotinas e retemperar forças.

Na região de Albufeira, seguindo pela estrada das Açoteias, a Adega do Ti Costa, nos Olhos de Água, é um restaurante com mais de três décadas de existência.

As duas salas do edifício de piso térreo foram alvo de obras, que tornaram o ambiente mais confortável, atraente e moderno.

A ementa é baseada no peixe fresco, mas há várias opções, nomeadamente as cataplanas e, em dia certo da semana, a feijoada de buzinas, particularmente apreciada.

A sopa de peixe pode ser introito saboroso, papel desempenhado pela salada de atum; mexilhão ou camarão com alho e amêijoas à Bulhão Pato

Para a grelha, consoante o que surgir, diariamente, nas bancas do mercado, há carapaus, peixe espada; espadarte; pargo; corvina; robalo, linguado, bacalhau; chocos; ferreiras; salmonetes.

Na época, as sardinhas estão em destaque no rol de propostas que fica completo com lulinhas fritas e bife de atum à portuguesa.

Nas especialidades da casa, brilham as cataplanas, rainhas da cozinha algarvia. A ementa sugere um quarteto de opções: de carne de porco com amêijoas e camarão; de peixe; de tamboril ou a mais inusitada cataplana de frango.

Outra hipótese: as massinhas de peixe ou de tamboril.

Nos pratos de carne com mais fama na casa, perfilam-se lombinhos de porco com pêssego; escalopes de vitela com vinho do Porto; carne de porco à alentejana e o bife à Ti Costa, que se destaca entre meia dúzia de propostas congéneres.

Tornedó; lombinhos de porco com ananás; costeletas de borrego e secretos completam um alargado capítulo de pratos de carne.

Propostas sempre variadas são as incluídas nos chamados pratos do dia, solução mais adequada para uma refeição mais rápida.

O leque de eventuais propostas é vasto e dele podem constar pataniscas com arroz de feijão; massada de peixe; filetes de pescada ou carapauzinhos com arroz de tomate; caldeirada de chocos ou de lulas; polvo à lagareiro ou em arroz; bacalhau com grão; rancho; picanha; favas com entrecosto de porco preto; cozido à portuguesa.

Para sobremesa, a doçaria algarvia é rainha: morgado e as tartes de amêndoa ou de alfarroba colocam ponto final numa refeição agradável neste restaurante com boa carta de vinhos e serviço marcado pela simpatia.

Adega do Ti Costa, nos Olhos de Água, Albufeira.

Localização: Estrada das Açoteias, Olhos de Água (Albufeira)

Telef.: 289 502 781

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de