TSF à Mesa

Portugal fora, as fronteiras entre regiões são traçadas pelas paisagens e pela mesa. Das cidades às serras ou na imensidão das planícies, da melhor tradição portuguesa ao vanguardismo mais ousado. António Catarino sugere um país gastronómico que vale a pena apreciar.

Mato à vista no barrocal

A curta distância de umas das mais cosmopolitas e frequentadas praias do Algarve, autêntica meca turística nos meses de verão, um restaurante mantém identidade campestre numa das aldeias mais antigas do barrocal.

Paderne, no concelho de Albufeira, mantém traços de ruralidade tem como ex-líbris, em termos de património monumental, o castelo, que se avista da A22.

É o maior exemplo da arquitetura militar muçulmana na Península.

Seguindo pela estrada do Foral, vamos encontrar no sítio da Cabanita, o restaurante Mato à Vista. A casa, a funcionar há quatro décadas, conquistou o estatuto de referência para quem demanda aquelas paragens.

Bem perto do litoral algarvio, superpovoado no período estival, ainda há locais de boa mesa tendo como pano de fundo um cenário campestre.

Alvo de obras de remodelação, o restaurante ganhou outra modernidade e maior funcionalidade nas várias salas. Um conjunto harmonioso que tem a esplanada como agradável complemento.

A cozinha manteve a filosofia baseada no recurso aos produtos regionais, recorrendo ao melhor que o mar dá, peixe e marisco, e o campo proporciona.

Entre os pratos considerados especialidades, figuram o galo do campo estufado; a feijoada de búzios; xerém com carne de porco frita, conquilhas ou amêijoas; os ensopados de borregou ou de javali e as tradicionais cataplanas: de lombinhos de porco à algarvia ou de tamboril.

A perdiz ou o coelho, ambos do mato, fritos, também figuram neste capitulo.

As entradas, muito variadas, expressam sabor regional, como é o caso das cenouras à algarvia, do peixinho frito e da salada de polvo. Regra geral há peixinhos da horta e sonhos de alheira de caça.

A frescura oceânica está expressa nas amêijoas, conquilhas e lingueirão, cozinhadas de acordo com a famosa receita do poeta Bulhão Pato.

O peixe fresco alimenta o capítulo de propostas diárias para grelhar. em que surgem bacalhau e polvo à lagareiro.

As espetadas de lulas ou de tamborila com gambas são muito populares entre a clientela.

Nos pratos de carne, destaque para magret de pato com laranja e batata gratinada; carré de borrego com molho de menta e hortelã; lombinhos de porco com figos, amêndoa e laranjas; lombo de novilho com molho de pimenta verde e secretos de porco alentejano.

A doçaria tradicional algarvia impõe-se nas sobremesas deste restaurante, que dispõe de uma excelente garrafeira. É um famoso ex-libris desta casa, com serviço simpático e fidelidade à cozinha tradicional, com apontamentos de modernidade que traduzem saborosa evolução.

Restaurante Mato à Vista, em Paderne, Albufeira.

Localização: Cabanita, Paderne (Albufeira)

Contacto: 289 367 101 ; 967 036 016

GPS: 37.19423 N ; -8.22255 W

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de